Página inicial > Fado > A > Aldina Duarte > Quase Lembrança

Quase Lembrança

Aldina Duarte


Aparece de repente
O silêncio aprisionado
Numa voz inconsciente
Que no fundo, é sempre fado
Numa voz inconsciente
Que no fundo, é sempre fado

Anda em mim a naufragar
Uma coisa mais intensa
Não se pode revelar
Sem que a dôr não apareça
Não se pode revelar
Sem que a dôr não apareça

Afastei o vento norte
Tive medo da razão
Lado a lado com a sorte
Encontrei meu coração
Lado a lado com a sorte
Encontrei meu coração

Afinal o tempo avança
Vagamente, sem parar
Nessa voz quase lembrança
Tudo nasce devagar
Nessa voz quase lembrança
Tudo nasce devagar

Compositor: Aldina Duarte / José António Sabrosa *quadras

Encontrou algum erro na letra? Por favor, envie uma correção >

Compartilhe
esta música

Ouça estações relacionadas a Aldina Duarte no Vagalume.FM

MIX DE MÚSICAS

ARTISTAS RELACIONADOS