Agnaldo Rayol

Historia de un Amor / La Barca / Sinceridad (tradução)

Agnaldo Rayol

Festa Baile com Agnaldo Rayol


História de um Amor O Barco Sinceridade


Você não está mais ao meu lado coração

Eu só tenho solidão na minha alma

E se eu não posso mais te ver

Por que Deus me fez te amar

Para me fazer sofrer mais

Você sempre foi a razão da minha existência

Te adorar era religião para mim

Em seus beijos eu encontrei

O calor que me deu

O amor e a paixão

É a história de um amor

Como não há outro igual

Isso me fez entender

Tudo de bom, tudo de ruim

Isso deu origem à minha vida

Desligando mais tarde

Existe uma vida tão sombria

Sem seu amor eu não vou viver


Dizem que a distância é esquecida

Mas eu não consigo conceber esse motivo

Porque eu ainda serei o cativo

Dos caprichos do seu coração

Você soube como esclarecer meus pensamentos

Você me deu a verdade que eu sonhei

Você afugentou meus sofrimentos

Na primeira noite que te amei

Hoje minha praia está vestida de amargura, oh

Porque seu barco tem que sair

Para cruzar para outros mares de loucura

Cuide para que sua vida não naufrague

Quando a luz do sol está diminuindo

E você se sente cansado de vagar

Pense que estarei esperando por você

Até você decidir voltar


Entre na minha vida com amor

Que eu nunca penso em ninguém além de você

Venha eu imploro por favor vou te adorar

Como me falta o seu calor!

Se um momento distante eu sou de você

Venha eu imploro por favor, estou esperando por você

Só uma vez, falamos você e eu

E no amor continuamos

Nunca pensamos que nos amávamos assim

Com tanta sinceridade

Não demore muito por favor

Que a vida é apenas minutos

E a esperança dos dois é a sinceridade

Historia de un Amor / La Barca / Sinceridad


Ya no estas mas a mi lado corazón

En el alma sólo tengo soledad

Y si ya no puedo verte

Por qué Dios me hizo quererte

Para hacerme sufrir mas

Siempre fuiste la razón de mi existir

Adorarte para mi fue religión

En tus besos yo encontraba

El calor que me brindaba

El amor y la pasión

Es la historia de un amor

Como no hay otro igual

Que me hizo comprender

Todo el bien, todo el mal

Que le dio luz a mi vida

Apagándola después

Hay que vida tan obscura

Sin tu amor no viviré


Dicen que la distancia es el olvido

Pero yo no concibo esa razón

Porque yo seguiré siendo el cautivo

De los caprichos de tu corazón

Supiste esclarecer mis pensamientos

Me diste la verdad que yo soñé

Ahuyentaste de mí los sufrimientos

En la primera noche que te amé

Hoy mi playa se viste de amargura, oh

Porque tu barca tiene que partir

A cruzar a otros mares de locura

Cuida que no naufrague tu vivir

Cuando la luz del sol se esté apagando

Y te sientas cansada de vagar

Piensa que yo por ti estaré esperando

Hasta que tú decidas regresar


Ven a mi vida con amor

Que no pienso nunca en nadie más que en ti

Ven te lo ruego por favor te adoraré

¡Cómo me falta tu calor!

Si un instante separado estoy de ti

Ven te lo ruego por favor, que esperándote estoy

Sólo una vez, platicamos tú y yo

Y enamorados quedamos

Nunca creímos amarnos así

Con tanta sinceridad

No tardes mucho por favor

Que la vida es de minutos nada más

Y la esperanza de los dos, es la sinceridad


Compositor: Carlos Almarán / Roberto Cantoral / Gastón Pérez

Letra enviada por

Encontrou algum erro na letra? Por favor, envie uma correção >

Compartilhe
esta música

ÚLTIMAS

ESTAÇÕES

ARTISTAS RELACIONADOS