Página inicial > Samba > A > Agepê > Parece Que o Tempo Não Passou

Parece Que o Tempo Não Passou

Agepê

Agepê (1985)


Ôõôô
A brisa da Portela me levou
Ôõôô
Parece que o tempo não passou

Ôõôô
A brisa da Portela me levou
Ôõôô
Parece que o tempo não passou

O vento do tempo não levou
Nem vai apagar
Se recordar é viver, meu amor
Deixa a tristeza pra lá

Vem
Me acender de amor
Meu coração guardou
As emoções
Que a noite fez
Nesse azul que é um sonho
Vem reviver outra vez

Ê baiana
Ê ê baiana
A cigana me falou
ôõõ
Que o pandeiro é uma roleta
Na mão do batucador

Ê baiana
Ê ê baiana
A cigana me falou
ôõõ
Que o pandeiro é uma roleta
Na mão do batucador

Vem morar
Vem morar na lembrança
Que o cassiino teceu
Se orgulhar da herança
Que o teatro nos deu

Mas eu digo olê
Olê olê olê olá
Oba oba
O velho circo que se ama
É quem me chama
E da vida ao meu prazer
Num trapézio de alegria
Eu vou que vou
Vou equilibrando meu viver

Mas eu digo ôô

Ôõôô
A brisa da Portela me levou
Ôõôô
Parece que o tempo não passou

Compositor: Canário / Carlito Cavalcanti / Agepê

Letra enviada por Scoralick

Encontrou algum erro na letra? Por favor, envie uma correção >

Compartilhe
esta música

Ouça estações relacionadas a Agepê no Vagalume.FM

MIX DE MÚSICAS

ARTISTAS RELACIONADOS