• Vagalume
  • A-Z
  • Estilos
  • Top 100
  • Playlists
  • Rádio
  • Hot Spots
  • Notícias
  • Play
    PLAY

    Ô mundo de cimento
    Eu não te aguento não
    Eu vou pro sertão
    [Eu digo cimento...]

    Ô mundo de cimento
    Eu não te aguento não
    Eu vou pro sertão

    Esse mundo de cimento está me maltratando
    Esse ar poluindo está me sufocando
    O ar que eu expiro é o ar que respiro
    Está envenenando o meu pulmão

    Ah que sinais de doente
    Fechado, isolado num apartamento
    Não se vê o sol
    Não se sente o vento
    Se vive morrendo nesse espigão
    É carro apitando fazendo zoeira
    É fumaça, poeira poluindo o ar
    E a maldita violência
    Não me deixa sossegar, mundo de cimento

    Ô mundo de cimento
    Eu não te aguento não
    Eu vou pro sertão
    [Eu digo cimento...]

    Ô mundo de cimento
    Eu não te aguento não
    Eu vou pro sertão

    Quero sentir cheiro de mato
    Carro de boi cantando na estrada
    Quero tomar água na fonte
    Ouvir o galo cantar na alvorada
    O sol nascer por tras da serra
    Enxugando o orvalho da manhã
    Sapo boi batendo surdo
    Sapo martelo batendo tantã
    Sabiá cantando trazendo alegria
    Trazendo a sorte na do uirapuru
    Aonde o sol é mais sol
    E o céu é mais azul
    Tomar leite da vaca malhada ô
    Tirado na hora
    Adeus mundo de cimento
    Me desculpe mas eu vou me embora
    [Eu digo cimento, cimento]

    Ô mundo de cimento
    Eu não te aguento não
    Eu vou pro sertão

    Ô mundo de cimento
    Eu não te aguento não
    Eu vou pro sertão

    Quero sentir cheiro de mato
    Carro de boi cantando na estrada
    Quero tomar água na fonte
    Ouvir o galo cantar na alvorada
    O sol nascer por tras da serra
    Enxugando o orvalho da manhã
    Sapo boi batendo surdo
    Sapo martelo batendo tantã
    Sabiá cantando trazendo alegria
    Trazendo a sorte na do uirapuru
    Aonde o sol é mais sol
    E o céu é mais azul
    Tomar leite da vaca malhada ô
    Tirado na hora
    Adeus mundo de cimento
    Me desculpe mas eu vou me embora
    [Eu digo cimento, cimento]

    Ô mundo de cimento
    Eu não te aguento não
    Eu vou pro sertão

    Ô mundo de cimento
    Eu não te aguento não
    Eu vou pro sertão

    Letra enviada por Scoralick
    Encontrou algum erro na letra? Por favor, envie uma correção »

    Comente
    user 300 caracteres restantes. Enviar

    Todas as letras de Agepê

    Publicidade
    Notícias
    Mais notícias »
    Hot Spot
    Top Músicas do Vagalume
    Top 100 »

    As informações deste site são postadas integralmente pelos usuários. É importante dizer que é possível que os dados estejam desatualizados ou incorretos, sendo assim, o Vagalume exime-se de qualquer responsabilidade sobre as informações publicadas.Caso haja interesse em remover ou alterar alguma informação, entre em contato conosco.


    É permitida somente a visualização no site das letras de músicas encontradas aqui, vedada sua reprodução através de quaisquer outros meios (Lei 9610/98).Todas as letras de músicas são propriedade dos seus respectivos autores e divulgadas somente para fins educacionais.All lyrics are property and copyright of their owners. All lyrics are provided for educational purposes only.