Por Aí

Affonsinho


Lembra de quando amanhecemos com a luz acesa
Os papos mais estranhos sonhando de verdade
salvar a humanidade ao redor da mesa

Sábias frases, ilusões sem fim
Ying Yung Shing, outras cabalas
Procurando Deus entre as folhagens do Jardim

Que tolos fomos nós, que bom que foi assim
Que achamos um lugar pra ter razão
Distantes de quem pensa que o melhor da vida
é uma estrada estreita e feita de cobiça
Que nunca vai passar por aqui... por aqui...

Lembra de longas primaveras
de andar pela cidade saldando novas eras
Sonhando com certeza salvar a natureza
ao final da tarde

Cegas crenças, lixo oriental
Ying Yung Shing, outras balelas
Procurando Deus entre as macegas do quintal

Seremos sempre assim, sempre que precisar
Seremos sempre quem teve coragem
de errar pelo caminho e de encontrar saída
no céu do labirinto que é pensar na vida
Que sempre vai passar por aí... por aí...

Auras, carmas, drogas siderais
Yin Yung Shing, outras viagens
Procurando Deus entre o delírio dos mortais

Seremos sempre assim, sempre que precisar
Seremos sempre quem teve coragem
de errar pelo caminho e de encontrar saída
no céu do labirinto que é pensar na vida
Que sempre vai passar, que sempre vai passar...

Seremos sempre assim, sempre que precisar
Seremos sempre quem teve coragem
de errar pelo caminho e de encontrar saída
no céu do labirinto que é pensar na vida
Que sempre vai passar por aí... por aí...

Compositor: Nei Lisboa

Encontrou algum erro na letra? Por favor, envie uma correção >

Compartilhe
esta música

Ouça estações relacionadas a Affonsinho no Vagalume.FM

MIX DE MÚSICAS

ARTISTAS RELACIONADOS