Sei Rimasta Sola (tradução)

Adriano Celentano


Agora restas sozinha,


choras e não lembras de nada,

desce uma lagrima no teu belo rosto

lentamente, lentamente.


Agora restas sozinha,

buscas o meu rosto entre a multidão,

talvez nas tuas pequenas mãos

estás chorando o teu passado.


Mas amanha, quiçá,

se tu me pensarás

então entenderás

que todo o mundo eras tu.


A tua vida assim

pra nada servirá

e tudo em volta de ti

mais triste parecerá.


Agora restas sozinha,

choras e não lembras de nada,

desce uma lagrima no teu belo rosto

lentamente, lentamente.


Lentamente, lentamente.

Lentamente, lentamente...

Sei Rimasta Sola


Ora sei rimasta sola

piangi e non ricordi nulla

scende una lacrima sul tuo bel viso

lentamente, lentamente.

Ora sei rimasta sola

cerchi il mio viso fra la folla

forse sulle tue piccole mani

stai piangendo il mio passato.


Ma domani chissà,

se tu mi penserai

allora capirai,

che tutto il mondo eri tu

la mia vita così,

a niente servirà

e tutto intorno a me

più triste sembrerà.


Ora sei rimasta sola

piangi e non ricordi nulla

scende una lacrima

sul tuo bel viso

lentamente, lentamente,

lentamente, lentamente




Compositor: R. Gianco

Encontrou algum erro na letra? Por favor, envie uma correção >

Compartilhe
esta música

MIX DE MÚSICAS

ARTISTAS RELACIONADOS