• Vagalume
  • A-Z
  • Estilos
  • Top 100
  • Playlists
  • Rádio
  • Hot Spots
  • Notícias
  • Play
    PLAY

    Eu gostei tanto
    Tanto quando me contaram
    Que lhe encontraram
    Bebendo e chorando
    Na mesa de um bar
    E que quando os amigos do peito
    Por mim perguntaram
    Um soluço cortou sua voz
    Não lhe deixou falar
    Eu gostei tanto
    Tanto, quando me contaram
    Que tive mesmo de fazer esforço
    Prá ninguém notar
    O remorso talvez seja a causa
    Do seu desespero
    Ela deve estar bem consciente
    Do que praticou
    Me fazer passar tanta vergonha
    Com um companheiro
    E a vergonha
    É a herança maior que meu pai me deixou
    Mas, enquanto houver força em meu peito
    Eu não quero mais nada
    Só vingança, vingança, vingança
    Aos santos clamar
    Ela há de rolar como as pedras
    Que rolam na estrada
    Sem ter nunca um cantinho de seu
    Pra poder descansar

    Letra enviada por Felipe Rodrigues
    Encontrou algum erro na letra? Por favor, envie uma correção »

    Comente
    user 300 caracteres restantes. Enviar

    Todas as letras de Adriana Calcanhotto

    Publicidade
    Notícias
    Mais notícias »
    Hot Spot
    Top Músicas do Vagalume
    Top 100 »

    As informações deste site são postadas integralmente pelos usuários. É importante dizer que é possível que os dados estejam desatualizados ou incorretos, sendo assim, o Vagalume exime-se de qualquer responsabilidade sobre as informações publicadas.Caso haja interesse em remover ou alterar alguma informação, entre em contato conosco.


    É permitida somente a visualização no site das letras de músicas encontradas aqui, vedada sua reprodução através de quaisquer outros meios (Lei 9610/98).Todas as letras de músicas são propriedade dos seus respectivos autores e divulgadas somente para fins educacionais.All lyrics are property and copyright of their owners. All lyrics are provided for educational purposes only.