Página inicial > Forró > A > Adelmário Coelho > Tempinho na Rede

Tempinho na Rede

Adelmário Coelho


Faz tempo que a gente não perde um tempinho na rede
A tua boca já não vem com aquela sede
de me amar até o dia amanhecer

Ah se tu soubesses como cresce
dentro de mim essa tal de saudade
Te sinto como o sol no fim de tarde
Que se esconde para não me aquecer

Faz tempo que você não lembra o que é sentir ciúmes
Até pensei que seu amor virou costume
Mas não consigo me acostumar assim

Ah se tu soubesses como cresce
dentro de mim essa tal de saudade
Vinha correndo matar a vontade
Do seu corpo aqui perto de mim

Vem cá, me deixa te encher de cheiro
Te faço aquele bom e velho cafuné
Vou te acordar roubando um beijo
Meu bem eu não me vejo
Ao lado de nenhuma outra mulher

Vem cá que eu não suporto essa frieza
Quebra esse gelo e faz de mim o que bem quer
Quando me deito tá sobrando tanto espaço
E eu preciso do seu calor nos meus braços
Vem cá

Letra enviada por Playlists do Vagalume

Encontrou algum erro na letra? Por favor, envie uma correção >

Compartilhe
esta música

Ouça estações relacionadas a Adelmário Coelho no Vagalume.FM

MIX DE MÚSICAS

ARTISTAS RELACIONADOS