Faquir

Acidente


Que me importa saber
Que amanhã eu vou morrer
Quero viver o presente
A fruta madura colher

Andar descalço, correndo
Pelas areias geladas
Das praias desertas, estreladas
Deixar as minhas pegadas

Se eu sou faquir da dor
Também quero ser do amor
Também quero ser a flor
Pra nascer no teu jardim

Beijar a mulher amada
Como a Lua beija o céu
Beijo tão doce e verdadeiro
Como o do primeiro amor

Se tão cedo vou voar
Tento aprender e ensinar
A todos que ousarem escutar
O meu canto de adeus

Compositor: Helio 'Scubi' Jenné - Raul Branco

Letra enviada por Hljenne

Encontrou algum erro na letra? Por favor, envie uma correção >

Compartilhe
esta música

Ouça estações relacionadas a Acidente no Vagalume.FM

MIX DE MÚSICAS

ARTISTAS RELACIONADOS