Abraham Mateo

Volver a Amar (tradução)

Abraham Mateo


Voltar a amar


Atrás do limiar dos meus medos

Dos meus erros e minhas falhas

Depois das feridas do passado

E os amores já esquecidos


Depois da inocência houve um dia

Depois da ironia daqueles anos

Apenas um imenso frio permaneceu

O espinho cruel da decepção


Você entra na minha vida como um sol

Como a suave transparência do amor

Como o cheiro da brisa matinal

Para sempre apagando minha dor


Para amar mais uma vez

Nascer de novo em você

Em seus olhos

Preenchendo com sua luz

As sombras da minha solidão


Depois da inocência houve um dia

Depois da ironia daqueles anos

Apenas um imenso frio permaneceu

O espinho cruel da decepção


Você entra na minha vida como um sol

Como a suave transparência do amor

Como o cheiro da brisa matinal

Para sempre apagando minha dor


Para amar mais uma vez

Nascer de novo em você

Em seus olhos

Preenchendo com sua luz

As sombras da minha solidão


Para amar de novo, para sentir isso

Você fica comigo

Que você não vai me deixar

E para que eu possa viver

O doce amor que você me dá


E amo de novo sentir isso já

Você fica comigo

Que você não vai me deixar

E para que eu possa viver

O doce amor que você me dá

Volver a Amar


Tras el umbral de mis temores

De mis errores, y mis fracasos

Tras las heridas del pasado

Y los amores ya olvidados


Tras la inocencia que hubo día

Tras la ironía de aquellos años

Sólo ha quedado un frío inmenso

La espina cruel del desengaño


Llegas a mi vida como un sol

Como la suave transparencia del amor

Como el aroma de la brisa en la mañana

Borrando para siempre mi dolor


Volver a amar una vez más

Nacer de nuevo en ti

En tu mirar

Llenando con tu luz

Las sombras de mi soledad


Tras la inocencia que hubo día

Tras la ironía de aquellos años

Sólo ha quedado un frío inmenso

La espina cruel del desengaño


Llegas a mi vida como un sol

Como la suave transparencia del amor

Como el aroma de la brisa en la mañana

Borrando para siempre mi dolor


Volver a amar una vez más

Nacer de nuevo en ti

En tu mirar

Llenando con tu luz

Las sombras de mi soledad


Volver a amar, sentir que ya

Te quedas junto a mi

Que no me dejarás

Y así podré vivir

El dulce amor que tu me das


Y volver a amar sentir que ya

Te quedas junto a mi

Que no me dejarás

Y así podré vivir

El dulce amor que tu me das

Encontrou algum erro na letra? Por favor, envie uma correção >

Compartilhe
esta música

ÚLTIMAS

ESTAÇÕES