Hécuba

A Naifa

Canções Subterrâneas


A viúva bebe do cipreste
e é na orla da espuma,
na maré negra celeste
a estrela que se arruma

Fosco abat-jour de enfados,
falhas de luz desafinada,
um relógio de estragados
ponteiros em debandada.

Um saco de mercearia
nervosa de asa sem par:
um só prato para o jantar,

Água de Agosto cortada,
cimo de escada ofegante
e um livro fora da estante

Compositor: Poema Rui Lage E Música João Aguardela / Luis Varatojo / Maria Antónia Mendes

Encontrou algum erro na letra? Por favor, envie uma correção >

Compartilhe
esta música

Ouça estações relacionadas a A Naifa no Vagalume.FM

MIX DE MÚSICAS

ARTISTAS RELACIONADOS