A tourada

A Naifa

As CançÔes D'A Naifa


NĂŁo importa sol ou sombra
Camarotes ou barreiras
Toureamos ombro a ombro
As feras

Ninguém nos leva ao engano
Toureamos mano a mano
SĂł nos podem causar dano
A espera

Entram guizos, chocas e capotes
E mantilhas pretas
Entram espadas, chifres e derrotes
E alguns poetas
Entram bravos, cravos e dichotes
Porque tudo o mais sĂŁo tretas

Entram vacas depois dos forcados
Que nĂŁo pegam nada
Soam brados e olés dos nabos
Que nĂŁo pagam nada
E só ficam os peÔes de brega
Cuja profissĂŁo nĂŁo pega

Com bandarilhas de esperança
Afugentamos a fera
Estamos na praça
Da Primavera

NĂłs vamos pegar o mundo
Pelos cornos da desgraça
E fazermos da tristeza
Graça

Entram velhas doidas e turistas
Entram excursÔes
Entram benefĂ­cios e cronistas
Entram aldrabÔes
Entram marialvas e coristas
Entram galifÔes de crista

Entram cavaleiros Ă  garupa
Do seu heroĂ­smo
Entra aquela mĂșsica maluca
Do passodoblismo
Entra a aficionada e a caduca
Mais o snobismo
E cismo

Entram empresĂĄrios moralistas
Entram frustraçÔes
Entram antiquĂĄrios e fadistas
E contradiçÔes
E entra muito dĂłlar muita gente
Que då lucro aos milhÔes
E diz o inteligente que acabaram as cançÔes

Letra enviada por

Encontrou algum erro na letra? Por favor, envie uma correção >

Compartilhe
esta mĂșsica

Ouça estaçÔes relacionadas a A Naifa no Vagalume.FM

MIX DE MÚSICAS

ARTISTAS RELACIONADOS