Página inicial > Rap > A > A.luz Mc > Muleke do Morro

Muleke do Morro

A.luz Mc


Muleke do morro
Descalço
Carregando um 38
Favelado nato
Pai desnaturado
Mãe fazendo cena
Pá ganha uns trocado
Solução de tudo isso ae
Arranja um oitão
Manda filho de madame
Pro chão (2x)
Fazer dono de empresa chora de dor
Sem temor
Eliminando arrombado
Dá uns 5 tiro no corpo do morto
Dando risada como assassino louco
Mais se tu ver por dentro de louco não tem é nada
Apenas um cara de bem nessa parada

(refrão)
Lei da selva
Aqui o leão vem de baixo
Pra reina lá em cima
Filha da puta treme
Ao meu rugido infurecido (2x)
Livro pra favelado
É instrução de rouba gringo recém chegada
Não dá pra sobrevive
Lendo contos de shakespeare vendo filme romântico no dvd
Eu vo sobrevive como com isso ae
Aqui a selva é de pedra é só sobrevive leão
que agüenta tiro de carabina e 3 oitão

(refrão)
Lei da selva
Aqui o leão vem de baixo
Pra reina lá em cima
Filha da puta treme
Ao meu rugido infurecido (2x)

Aos 15 recebe sua pistola
Já vai parando de pedi esmola
Agora fica assim passa isso ae cartão,
cheque,jóia tudo que tiver
Se não quiser ter esse fim aqui
Boy não gosta de mim
Fazer oque
Também não gosto de você
Meto a pt na cara
Estoro você
Mais assim se me perguntarem
Sobre revolução
Eu não acredito não
Pois isso já viu de monte
E nada resolveu de verdade
Ainda continua a mesma merda
Político ladrão
Ferrando o trabalhador humilde
Morador de comunidade
Mais quando é pra ganha voto
Aperto de mão
É oque não falta né
(refrão)
Lei da selva
Aqui o leão vem de baixo
Pra reina lá em cima
Filha da puta treme
Ao meu rugido infurecido (2x)

Eu só queria ter nascido
Com condições de vida
Sem ter que pratica
Latrocínio
Ser mais um homicida
Que aparece no canal 7 (record)
Com o rosto estampado
Mais não é falando bem não
É falando mal meu irmão
Queria ter direito a escola,comida pode joga bola
Sem toque de recolhe
Sem ter que trampa no farol descalço pedindo esmola
Pode toma uma coca cola
É não cheira a cola
Aquela que eu usava pra engraxa sapato
De soldado alienado
De patrão
Pra pode ganha meu pão
Queria ter sido mais um a tirar um 10 na escola
E não ter que rouba 10 pra pode por o leite em casa
Queria ter sido como gandhi
O homem que sem armas ganhou a guerra
Mais aqui é isso ou já era

(refrão)
Lei da selva
Aqui o leão vem de baixo
Pra reina lá em cima
Filha da puta treme
Ao meu rugido infurecido (2x)

Revolucionário,artista de cinema,cientista famoso
Mais oportunidade pros meus sonhos eu não tive
Tive a oportunidade de aos 16 ferir a primeira vitima
Arrombado que viro o tapa
Deixando a marca
Não pensei duas vezes descarreguei o pente na cara dele
Tive a chance de usa os lance
Mata madame
Para na cadeia
Para um tempo
Mais depois volta a todo movimento
Não realizei os sonhos que minha mãe tinha pra mim
Médico, advogado, engenheiro, empresário um bilionário
Fui apenas mais um marginal tirador de sangue
27 Anos novo pra morre
Mais vivendo como eu
Até que duro ae
5 Tiros não deram pra agüenta
Os gambé me elimino
Meus sonhos não se realizou
Mais ae deixei frutos
Espero que tenham condições melhores
E lutem pra ser tudo que eu queria ser...
Muleke do morro
(refrão)
Lei da selva
Aqui o leão vem de baixo
Pra reina lá em cima
Filha da puta treme
Ao meu rugido infurecido (2x)

Letra enviada por A.Luz Mc

Encontrou algum erro na letra? Por favor, envie uma correção >

Compartilhe
esta música

Ouça estações relacionadas a A.luz Mc no Vagalume.FM

MIX DE MÚSICAS