3030
Página inicial > Rap > 0-9 > 3030 > Profecias - Dk Adl I Jean Tassy I Sombra I Chs I Rod I Nissin

Profecias - Dk Adl I Jean Tassy I Sombra I Chs I Rod I Nissin

3030


[Dk]
Partimo suave, vai
Onde só Homo Sapiens, tão me olhando igual um Et
Quando eu estaciono no baile minha nave, pó, álcool
Tem lança e crack, igual uma praga destrói a favela
Se vocês não cuidam da vida na Terra
Por que que procuram a vida em Marte, mano?
Viajei anos luz a frente
Eu vim do futuro pra ver vocês tudo batendo panela
Tirando selfie com goleiro Bruno
Dk assassino, Haha! Dk assassino e agressivo
Mas esses político aí que sumiram
ouvi dizer que foram abduzido
Aqui na área situação precária
É a dengue,é a fome, é a febre, a malária
Os menor andando de semi-automática
E se achando pica da galáxia
Não sou desse plano, eu não sou ser humano
Não sou dessa Terra, nem desse planeta
Igual astronauta, nós tamo voando
Vendo a queda de Mc estrela
Alô marciano, alô marciana
essa raça humana hoje em dia tá fod*
Pra essas planta ainda dão água
mas pras crianças eles dão Coca-cola
Eles carrega a doença da inveja
destrói tudo aquilo que toca
Antes que eu seja mais um infectado
Planeta Terra tô indo embora

[Jean Tassy]
Levaram de nós, não
O que mais precisávamos
Congelaram nossas pineais
Esquecemos das vidas de trás
Vivemos num planeta americano
Aprisionaram sonhos
Testaram homens
Tanta malícia
Duvido que teria sido pensado por um ser humano
Mas sim por um reptiliano
Vim pra fazer mais um raptiliano
Pra esses mano do rap, há miliano
É só assim que nosso rap se inova
Eu vim lá do planalto central
Onde a terra é plana só no chão, nigga
Ouvindo essas parada já fico passando mal
Conhecimento puro igual ao hip hop que implica
Parei por aí
Quer uma dica? vai dar uma lida
Tanto tempo que a Terra tem de vida
Se for pra morrer gritando pro mundo, eu tô junto
Somos governados por outro tipo de vida
Me encontro lotado de vício
Sem minha glândula viro gandula
Quem joga fora de campo e dentro de campo
O jogo é muito mais difícil
Não vou desistir daqui
Até se deduzir um fim
Acredito que há seres de bem longe daqui
Não vou desistir daqui
Até se deduzir um fim
Acredito que há seres de bem longe daqui

What is it?
(?)
We have not, don't worry
(?)
[You give me your program?]

[Sombra]
Eu, eu venho de longe, eu não sou daqui, eu sou daqui
Teletransportado guiado via elipse high-tech
Homo sapiens convivendo em uma esfera flutuante
Alfa, beta, delta e gama expandindo a todo quadrante
Vixe, na galáxia, via-láctea, extraterrestes
Seres abduzem, observam aqui
Contatos imediatos pra onde fomos
Seres de poeira cósmica ou não, nós os cromossomos
Explodiu, surgiu inúmeras vidas pelos cosmos
Na imensidão do espaço outros fossilizados corpos
Conhecimento é pouco além da capacidade
Descobrindo e desvendando as escritas Anunnakis
O sideral espaço os conduz
Corpos celestes viajando na velocidade da luz
Cavidade atmosférica persiste por aqui
Além da nossa compreensão, o universo e o existir

[Chs]
Aterrisamos nessa terra
Eu vejo que a vida é completa
Eles falam em missão de paz
Mas fabricam mísseis para guerra
Uns dizem que são do futuro
E eu sei que vieram bem antes
Levantaram todas as pirâmides
Há quem diga que afundaram Atlantis
Eu peço ajuda pelo rádio
Eu mando recado pros nossos
Alguém que me escuta aí em baixo
(Houston, we have a problem)
Eu tento contato no rádio
Ignoram todos meus esforços
Eu vejo o futuro bem próximo
(Houston, we have a problem)
Teorias são só desse big bang
Minha evolução foi do Néctar Gang
Eu cuspo rimas, então vem que tem
Trocando letras tipo bang, bang
Uns acreditam, muitos ignoram
Vida inteligente bem longe daqui
Nossa solução será Armagedon
Ou será que um dia vamos evoluir?

[Rod]
Eu tô nessa bolha, Planeta Terra
Desci aqui pra ensinar minha alma
Mas nesse planeta se as arma destrava
Ninguém mais se salva
Desce e repara
Raios que caem eu guardei na gaveta
São inspiração, usei numa letra
To vendo se os deuses são mesmo astronauta
Fumando um beck e olhando a luneta
Derramam lágrimas na Via Láctea
Andei sozinho nas Linhas de Nazca
Não achei nada, vou pra outra galáxia
Uso o portal lá nas Ilhas de Páscoa
Eu moro na esquina do mundo
E eu faço luz no escuro
Porque minha nave é o mundo
E eu fiz check-in pro futuro
Onde se sabe exatamente como fizeram as pirâmides
Que não foi trabalho braçal, isso é unânime
Minha gangue não é o tipo de Mc que quer champanhe
É o tipo de Mc que vai do palco a nave-mãe
Na mente de vocês, buraco negro na minha mente
Eu ando cultivando sistemas solares
Com mitos, vínculos, chakras, ritos e mares
Que mudam com ciclos lunares
Qual minha raça?
Não sou humano
Rod não é preto, mas também não é branco
Sempre parado ao entrar no gueto
E sempre travado na porta do banco
Rod

[Nissin]
Alguns sonham em ter muito ouro
Sonho de outros é ter muita prata
Mas até hoje meu sonho meu mano
Conseguir comprar a minha casa
Dá um quarto para minha coroa
Falar aqui é o nosso lugar
Pode arrumar suas coisas, mainha
Não vamo mais precisar se mudar
Desde pequeno mudando de casa
Mudando de bairro, mudando de lar
Prefiro ser um alien que um alienado
Eles não me entendem, mas vão me julgar
Gastam numa noitada o que num mês inteiro
minha mãe demora pra ganhar
Vivo na madrugada
eu vi a sua fraqueza mesmo sem querer te julgar
O sonho da casa própria sem o estado se apropriar
Nem agiota pra se aproximar
Nesse planeta eu tô preso, me sinto no cativeiro
Quando que minha nave volta pra me buscar
Essa raça não entende, suas próprias diferenças
Não pensa como age, não age como pensa
Vocês não são donos do Planeta Terra
Vocês são um câncer que gera a guerra
E não sobrará pedra sobre pedra
Seres humanos voltem pra suas cavernas
Achamos que eram mais evoluídos
Tempos modernos, homens primitivos
Vamos em busca de um povo evoluído
(Fitchichichiu)
Câmbio, desligo

Letra enviada por

Encontrou algum erro na letra? Por favor, envie uma correção >

Compartilhe
esta música

Ouça estações relacionadas a 3030 no Vagalume.FM

ÚLTIMAS

ESTAÇÕES

ARTISTAS RELACIONADOS