Página inicial > Romântico > 0-9 > 3 Doors Down

Letras

ÚLTIMAS

MIX DE MÚSICAS

ARTISTAS RELACIONADOS

FOTOS

3-doors-down - Fotos
3-doors-down - Fotos

+9

- Fotos

Formado em 1996

United States

Se você estava vivo ou mesmo semi-consciente no ano 2000, você com certeza ouviu “Kryptonite” do 3 Doors Down. Era impossível escapar. A canção e o álbum em que estava, The Better Life, desafiaram as leis da gravidade. Os dois ficaram no topo de todas as paradas – álbum, single, rádio – por uma boa parte daquele ano e depois. “Kryptonite”, em várias maneiras, falava do cara sobre o qual Brad Arnold cantava: Super Homem. A canção atingiu um ponto literal e figurativo nas pessoas, em um ano em que a América precisava de um super-herói. Mas quem sabia disso então? Dois anos, quatro singles no primeiro lugar, algumas turnês mundiais, sucesso nas rádios sem precedentes, indicações a prêmios e milhões de álbuns vendidos depois (ok, passou dos 6 milhões, mas quem está contando?), 3 Doors Down estavam de volta a Smallville da vida real que lançou a banda em 1996 – Escatawpa, Mississippi, um mero salto do cruzamento onde Robert Johnson vendeu a alma.

É seguro dizer que os integrantes do 3 Doors Down – Brad Arnold, guitarrista Matt Roberts, baixista Todd Harrell e guitarrista Chris henderson (com o novo baterista Daniel Adair, que vem de Vancouver), poderia se mudar para qualquer lugar do mundo depois do sucesso de seu primeiro álbum. Mas os amigos de infância permaneceram humildes e voltaram para sua velha cidade natal para um merecido descanso antes de gravar o segundo álbum, Away from the Sun. “Eu voltei pra casa (depois da turnê) e não ouvia nenhuma música,” diz Brad. “Eu tive que deixar minha cabeça parar de rodar. Parecia que estava andando em alta velocidade há tanto tempo, e tudo parou de repente.”

O descanso não durou muito tempo. Depois de 4 meses de relaxamento, a banda “teve fome de fazer música novamente.” Eles alugaram uma casa e passavam 4 horas todo dia criando músicas e fazendo jams – só pra tocar. “Nós trabalhamos tanto que não estavamos forçando nada,” diz o cantor. O sucesso dessa abordagem é evidente em Away From the Sun. Com as doze faixas do disco, 3 Doors Down retoma o seu devido lugar à frente de um renascimento musical que eles ajudaram criar. Guitarras potentes, baixos superiores, bateria suculenta que apoiam grandes melodias vocais e ainda maiores sentimentos nas composições. A banda humildemente se refere ao álbum como “bom e velho rock’n’roll americano”. Dessa vez, entretando, seu som foi intensificado pela estrada.

Produzido por Rick Parashar (Alice in Chains, Pearl Jam, Blind Melon), Away From the Sun mostra 3 Doors Down de volta turbulentamente e prontos para agitar. A maioria das bandas sente a pressão de superar o primeiro álbum e as expectativas de milhões de ouvintes que o compraram, mas Brad não se preocupou com isso. Ele tinha muito material guardado: todo o tempo que passou na estrada. “Muitas das letras em Away From the Sun são sobre solidão,” admite Brad. “Quando você está em turnê, tem muito tempo nas mãos. Eu estava sentindo essa sensação de isolamento. Com essas canções, eu quis dizer ao ouvinte que ele ou ela não está sozinho – muitas pessoas sentem a mesma coisa.” “A banda cresceu muito na estrada,” ele diz. “Nosso som está diferente agora,” diz Matt. “A música cresceu. Em uma palavra, está melhor.” Ouça o primeiro single “When I’m Gone” e você vai concordar.

Brad escreveu as letras de “When I’m Gone” em uma noite em Porto Rico, sozinho no seu quarto de hotel. “Eu estava sentindo que todas aquelas pessoas pensavam que me conheciam, e na verdade não conheciam,” ele diz. “Eu quero que as pessoas me aceitem do jeito que eu sou.” Você quase pode sentir a frustração de Brad quando ouve a canção. As rádios nos EUA estão gostando, e o single é o mais tocado nas estações de “active rock”, “modern” e “mainstream” com mais de 200 adições na semana de lançamento.

A faixa-título do álbum, que Chris chama de “nossa obra de arte”, mistura um dos melhores acordes de guitarra dos últimos tempos com letras sobre anseio e “como as vezes você se acha tão longe do sol.” Em “Running Out of Days” e “Ticket to Heaven”, as guitarras e baixo rodeiam questões de fama e seu preço para a família e amigos. E “Here Without You” é a melhor canção para se ouvir na estrada a ser lançada em muito tempo.

Away From the Sun continua a evolução do 3 Doors Down à banda de rock suprema. “Dinamicamente, nosso som está maior,” diz Chris. Eles chegaram longe de onde vieram mas nunca se desviaram do seu objetivo que é “fazer rock’n’roll e boa e velha música americana.”

Fonte: 3DoorsDown.com
Tradução: Equipe Vagalume

Site oficial

www.3doorsdown.com

Redes sociais