• Vagalume
  • A-Z
  • Estilos
  • Top 100
  • Playlists
  • Rádio
  • Hot Spots
  • Notícias
  • Play
    PLAY

    [Md]
    Sempre que o mal ousar tentar
    aprenda a controlar
    seu corpo e sua mente
    Confie em alguém que seja si mesmo
    confie em si mesmo
    O céu é o limite, e se é que tem
    não sofra por ninguém
    Eu fui no limite, subi a malícia
    Roubando a inocência do céu, bem debaixo dos pés
    A bem mais de mil pés, despurificando anjos
    Subi, tentação mentiu
    a milhas e milhas e milhas de qualquer lugar
    A procura da batida perfeita, chutando a cara do capeta
    Eu não vou me entregar
    Desci na missão, cresci, mas não foi pra sempre
    A não ser o que faço, o que fiz
    O amor da palavra é o rancor da minha mágoa
    Mesma cor da água, não quebra, não estraga
    O passar do tempo só restaura minha obra
    Não deixe que a escassez decepe suas asas
    Levante sua casa
    pergunte o que os demônios querem de mim

    [Pablo e Md]
    Hoje o céu desce a nós
    Despurificando anjos
    Quando o inferno chega a nós
    Inocentando o réu

    [Md]
    É só o legado erguido de um anjo caído
    Inocentando o réu
    É só o legado erguido de um anjo caído
    A chave pro céu

    [Doisp]
    Eu vivo meu auge hoje, brindo até que caia a noite
    Vencendo o mal, vem sendo difícil
    manter meus demônios sob controle
    Olho pelos meus no rolê
    entre o céu e o inferno é a nossa lei
    Nós tudo vive pra morrer
    correndo pra ter uma vida breve de rei
    Pesadelos que eu nunca quis viver
    sonhos que me impedem de dormir
    Rezas e metas em tempos de guerra
    quem erra não tá mais aqui
    Ando pela sombra mesmo em dias frios
    Tenho quem corra por mim, tromba nós pelo Rio
    Quem testou a fé ficou no meio fio
    Um copo cheio pra um olhar vazio e fogo no pavio

    [Knust]
    Terra onde o pecado é certo, mundo
    onde o futuro é incerto
    Onde a água é amarga, são tempos de vacas magras
    Hoje todas suas mágoas ofuscarão o seu brilho
    Terra onde o amor é incerto, mundo
    onde o luxo é mais que certo
    Façam bom proveito no almoço, brinde a morte
    brinde a vida
    Pois jantaremos no inferno

    [Pablo e Knust]
    Hoje o céu desce a nós, anjos e demônios
    gritam e eu procuro diversão
    Transando com a morte, brincando com a sorte
    jogando a vida em vão
    Hoje o céu desce a nós, anjos e demônios
    gritam e eu procuro diversão
    Transando com a sorte, brincando com a vida
    usando a morte em vão
    Hoje o céu desce a nós, anjos e demônios
    gritam e eu procuro diversão
    Fodendo com a vida, brincando com a morte
    gastando a sorte vão
    Hoje o céu desce a nós, anjos e demônios
    gritam e eu procuro diversão
    Gastando com tudo, jogando com todos
    usando todas é nossa diversão

    Letra enviada por Sharon Vieira
    Encontrou algum erro na letra? Por favor, envie uma correção »

    Comente
    user 300 caracteres restantes. Enviar

    Todas as letras de 1Kilo

    Publicidade
    Notícias
    Mais notícias »
    Hot Spot
    Top Músicas do Vagalume
    Top 100 »

    As informações deste site são postadas integralmente pelos usuários. É importante dizer que é possível que os dados estejam desatualizados ou incorretos, sendo assim, o Vagalume exime-se de qualquer responsabilidade sobre as informações publicadas.Caso haja interesse em remover ou alterar alguma informação, entre em contato conosco.


    É permitida somente a visualização no site das letras de músicas encontradas aqui, vedada sua reprodução através de quaisquer outros meios (Lei 9610/98).Todas as letras de músicas são propriedade dos seus respectivos autores e divulgadas somente para fins educacionais.All lyrics are property and copyright of their owners. All lyrics are provided for educational purposes only.