• Vagalume
  • A-Z
  • Estilos
  • Top 100
  • Playlists
  • Rádio
  • Hot Spots
  • Notícias
  • Play
    PLAY

    [Pablo Martins]
    Eu vim brincar com a sorte
    Não apostar na morte
    Meu sangue segue quente
    Eu vim do Rio de Janeiro
    Que me mostra todo dia quem sou
    Na minha luta ele me mostra todo dia quem sou

    [Villeroy]
    Rio de janeiro, bohemia
    De manhã fazendo sol, praiana, diretoria
    Levantando a alta com as gatas e os cria
    Mais tarde eu vou pra lapa, bar da cachaça o bonde pia
    Eu vou com a pureza na alma
    Na rua eu vejo a maldade
    Absorvo só o que me salva
    Jogo fora o que não me falta
    To chegando na área se me derrubar é falta

    [Mz]
    Rio 40 graus paisagem da trilha
    Favela que brilha, iluminando esse cenário de caos
    Areia e sal, sexo e tal
    Sabe que ela é carioca
    Preta provoca, o calor sufoca, sexta feira normal
    Em qualquer esquina se para num bar
    Em todos os bares se encontram motivos
    E todos motivos te levam pra novos bares
    E apesar desses pesares
    Vale ver o carnaval
    Convivência da inocência de mãos dadas com o mal
    Numa cidade muito longe, muito longe daqui
    Não tem belezas que pareçam com as belezas daqui
    Não tem problemas que pareçam com os problemas daqui
    Nos braços do cristo
    Insisto e resisto sem nunca desistir

    [Pablo Martins]
    Eu vim brincar com a sorte
    Não apostar na morte
    Meu sangue segue quente
    Eu vim do Rio de Janeiro
    Que me mostra todo dia quem sou
    Na minha luta ele me mostra todo dia quem sou

    [Villeroy]
    As melhores mulheres
    Só as fora de série
    Até os lock elas ferem, não vá se iludir
    O sol estala na pele
    É o calor que elas querem
    Não tem Ko, tamo mec, vamo se divertir
    As melhores mulheres
    Só as fora de série
    Até os lock elas ferem, não vá se iludir
    O sol estala na pele
    É o calor que elas querem
    Não tem Ko, tamo mec, vamo se divertir

    [Pablo Martins]
    Eu vim brincar com a sorte
    Não apostar na morte
    Meu sangue segue quente
    Eu vim do Rio de Janeiro
    Que me mostra todo dia quem sou
    Na minha luta ele me mostra todo dia quem sou

    Letra enviada por Playlists Do Vagalume
    Encontrou algum erro na letra? Por favor, envie uma correção »

    Comente
    user 300 caracteres restantes. Enviar

    Todas as letras de 1Kilo

    Publicidade
    Notícias
    Mais notícias »
    Hot Spot
    Top Músicas do Vagalume
    Top 100 »

    As informações deste site são postadas integralmente pelos usuários. É importante dizer que é possível que os dados estejam desatualizados ou incorretos, sendo assim, o Vagalume exime-se de qualquer responsabilidade sobre as informações publicadas.Caso haja interesse em remover ou alterar alguma informação, entre em contato conosco.


    É permitida somente a visualização no site das letras de músicas encontradas aqui, vedada sua reprodução através de quaisquer outros meios (Lei 9610/98).Todas as letras de músicas são propriedade dos seus respectivos autores e divulgadas somente para fins educacionais.All lyrics are property and copyright of their owners. All lyrics are provided for educational purposes only.