Muito mais que só letras de músicas

  • Vagalume
  • A-Z
  • Estilos
  • Top 100
  • Playlists
  • Hot Spots
  • Notícias
  • Play
    PLAY

    Flor do mal


    Oh, eu recordo-me ainda, deste fatal dia
    É, disseste-me, Arminda, indiferente e fria.
    - És o meu romance enfim, Senhor, basta
    - Esquece-te de mim, amor

    Por que? Não procuras indagar, a causa ou a razão?
    Por que? Eu não te posso amar? Não indagues não,
    Será fácil de esquecer. Prometa, minha flor,
    Não mais ouvir falar de amor.

    Amor, hipócrita fingido coração
    De granito ou de gelo, maldição
    Oh! Espírito satânico, perverso, titânico chacal
    Do mal, num lodaçal imerso

    Sofrer, quanto tenho sofrido, sem ter a consolação
    O Cristo também foi traído
    Por que? Não posso ser então, não

    Que importa, o sofrer ferino
    Das coisas é ordem natural, seguirei o meu destino,
    Chamar-te, eternamente, Flor do Mal.


    Por Nelson de Campos

    Comente
    user 300 caracteres restantes. Enviar

    Todas as letras de Vicente Celestino

    Publicidade
    Notícias
    Mais notícias »
    Hot Spot
    Top Músicas do Vagalume
    Top 100 »

    As informações deste site são postadas integralmente pelos usuários. É importante dizer que é possível que os dados estejam desatualizados ou incorretos, sendo assim, o Vagalume exime-se de qualquer responsabilidade sobre as informações publicadas.Caso haja interesse em remover ou alterar alguma informação, entre em contato conosco.


    É permitida somente a visualização no site das letras de músicas encontradas aqui, vedada sua reprodução através de quaisquer outros meios (Lei 9610/98).Todas as letras de músicas são propriedade dos seus respectivos autores e divulgadas somente para fins educacionais.All lyrics are property and copyright of their owners. All lyrics are provided for educational purposes only.