Muito mais que só letras de músicas

  • Vagalume
  • A-Z
  • Estilos
  • Top 100
  • Playlists
  • Hot Spots
  • Notícias
  • Play
    PLAY

    Apareces-te do nada quando eu menos esperava
    Já não acreditava, vir a amar e ser amada
    Assim, a vida voltou a sorrir para mim
    Dá-se a mudança, dá-se o início e o fim
    Por amor de bom grado
    Paguei um preço elevado
    Nunca me arrependi de me ter apaixonado
    Mereci o teu sorriso por sempre lhe dar valor
    Em tua casa fiz um lar dando
    O meu calor a óptica e atitude na vida
    Era igual valorizavas o que eu considero essencial
    Havia atracão carnal e estimulação mental
    Fazias-me aproveitar todo o meu potencial
    Quando mais me conhecias, mais gostavas de mim
    Fazias-me crer que era bom eu ser assim
    Cresci contigo, tornei-me alguém melhor
    Sentia que podia mudar tudo ao meu redor
    Cheguei a cantar que era grande o nosso amor
    Gritei a 4 ventos entre lágrimas, suor
    Até quando o cinzeiro cai ao chão e não parte
    Porque é posto, há prova sempre em toda a parte
    Até quando vale a pena acreditar
    Que o que nos é exterior nós podemos mudar (bis)

    Refrão:
    Abre os olhos e vê
    Levanta-te e anda
    Sai fora do Naufrágio que o coração comanda
    Liberta a tua luz deixa que se expanda
    Não é possível equilíbrio nessa corda bamba (bis)

    De viver assim de mim
    Já estava farta gritei basta
    Amar-te afasta quem para o fundo te arrasta
    Mesmo que acabe contigo, que a vida perca o sentido
    Prova a ti própria que és dona do teu destino
    Como o amor nos faz nunca ver a verdade
    É capaz de nos roubar a paz, a liberdade
    Como nos faz carregar uma cruz que não é nossa
    Como em 10 messes uma vida ela destroça
    Perdi o equilíbrio, quase destruí a vida
    A dedicar-me a 100% a uma causa perdida
    Convencida como seria a salvação
    Aguentei o degredo em segredo
    Até a exaustão
    Em vão, dei tudo o que tinha
    Só para o ver bem,
    Hoje sei que não dependia de mim
    Nem de ninguém
    Fui além do que me era permitido ir
    Até que um dia reparei o quanto era raro sorrir
    Auto-destruição de quem amava tanto
    A impotência perante o seu canto
    Tornei-me uma sombra, um cinto de segurança
    Até que um dia morreu tudo, até a esperança
    Naquele Inverno que não acabava
    Naquele inferno que aos poucos queimava
    Não guardo culpa, nem arrependimento
    Pesou menos a alegria do que pesou o tormento

    (refrão x2)

    Não tenho rancor agradeço o teu amor
    Não te desprezo mas não quero mais a tua dor
    Não me revolto contigo mas com esta vida
    Que para ti foi madrasta
    Não te mostro a saída
    Não te esqueças que tu és luz, força e coragem
    Só depende de ti atravessar para esta margem
    Onde ainda estamos vivos, não vivemos perseguidos
    Aprecia-mos a pureza dos nossos 5 sentidos
    Ser bravo não implica
    Nunca dormi com medo
    Mas ultrapassa-lo rasgando as malhas deste enredo
    (bis)

    (refrão x6)



    "iK"

    Comente
    user 300 caracteres restantes. Enviar

    Todas as letras de Syzygy

    Publicidade
    Notícias
    Mais notícias »
    Hot Spot
    Top Músicas do Vagalume
    Top 100 »

    As informações deste site são postadas integralmente pelos usuários. É importante dizer que é possível que os dados estejam desatualizados ou incorretos, sendo assim, o Vagalume exime-se de qualquer responsabilidade sobre as informações publicadas.Caso haja interesse em remover ou alterar alguma informação, entre em contato conosco.


    É permitida somente a visualização no site das letras de músicas encontradas aqui, vedada sua reprodução através de quaisquer outros meios (Lei 9610/98).Todas as letras de músicas são propriedade dos seus respectivos autores e divulgadas somente para fins educacionais.All lyrics are property and copyright of their owners. All lyrics are provided for educational purposes only.