Muito mais que só letras de músicas

  • Vagalume
  • A-Z
  • Estilos
  • Top 100
  • Playlists
  • Hot Spots
  • Notícias
  • Play
    PLAY

    .Sua cabeça é seu guia.
    Musica de Doc Binho e Charles CHL

    VERSO 1 binho-
    Olha nóis aqui mermo, pode crer vacilão,
    Ontem por baixo, e hoje os donos
    da situação.
    O seu reinado acabou pra você,
    Agora escuta que chegou a nossa
    vez.

    Suspeito 1,2 agora por cima,
    Espalhando a nossa peste e
    fudendo a burguesia.
    O sangue infectado pelo vírus e-
    bola,
    Injetado, direto da agulha da
    vitrola.
    1,2 passa a bola na quadra de
    basket,
    não sou nenhum careta, mais
    também não fumo o beck
    o breque no beck os mano não
    esquece,
    fuma, cheira, cumpade e me
    segue.
    Não sou ministério, não faço
    apologia,
    Eu vou levando a trilha, não
    mando na sua vida.
    Faça o que quiser, pega o ferro
    e assalta o banco,
    Fartura, praia, mulher, carro do
    ano...
    Tudo na sua mão, não é ilusão,
    Só depende de você, e do seu
    canhão.
    Pra mim não quero isso, não vou
    ficar omisso,
    Do que mau acompanhado, prefiro
    ficar sozinho.
    Só eu e meus irmãos, suspeitos
    ou não,
    Com o dom de cantar rap, aqui na
    nossa mão.
    Sempre, daquele jeito, com a
    mente alterada,
    O som do rap, estrondando e
    quebrando as vidraças.
    No bum do batidão, segue o nosso
    coração,
    s-12 tá na mente de quem é
    humildão.
    De quem veste a camisa, e fica
    só na briza,
    Que não se acha bandidão, e por
    trás é uma paquita.
    Tira onda de doutor, quer ser o
    que não é,
    Que mela a roupa toda quando vê
    os gambé.
    Que fala mau de nóis, e depois
    me paga um pau,
    Não passa de um verme leproso,
    irracional.
    Vai fala mais é gratuito, não
    paga,
    Aproveita e me encara e me xinga
    cara a cara.
    Então filho da puta, pega o
    beco, pode crer,
    Por que sua atitude vai é te
    fuder.
    Mais fazer o que se assim você
    escolheu,
    Ficar do outro do que ser
    parceiro meu.
    Lutar pela raiz 1,2 você não
    quis,
    Me xingar me inspira e me faz
    mais feliz.
    Falou mau de mim, me chamou de
    maconheiro!
    E se fosse não compro maconha
    com seu dinheiro.
    Eu nem te conheço e nem sou seu
    amigo,
    A boca cheia de formiga é o seu
    detino.

    Verso 2 Charles - Como quem não quer nada, a gente chega e
    abala,
    Rima vareia mais não para, que
    chega e bota as cara.
    Não é sopa de letrinha, mais
    na rima esculacha,
    Os boy fica de cara com a
    posição das palavras.
    A pressão que vem das caixas,
    altera os seus sentidos,
    Invade a sua casa s 12
    chegou,
    E agora vai a forra, foda-se
    os gambé,
    E os boysinho que rebola.
    É rap nacional 100% nessa
    porra,
    Que se foda meu distúrbio, uso
    e abuso,
    Pode crer mais não me iludo,
    pau no cu dos puto
    Metidos a rimador,

    Genéricos do rap nem cola,
    John......
    Quem te viu e quem te vê,
    lamentável é ver você,
    Se diz o rimador mais não sabe
    o proceder.
    Se arrepia quando vê o tigrão
    na tv,
    Um cuzão como você, ta na hora
    de morrer.
    Operação colarinho, sapato
    engrachadinho,
    Terno engravatado, celular
    pequinininho sipá...
    Arrumadinho, bonitinho,
    engomadinho,
    Político arrombado, desgraçado
    escuta isso!
    Enfiar uma dinamite bem na sua
    bunda,
    Decapitar você e a madame
    prostituta.
    Seu filhinho burgueisinho ta
    cheirando um pozinho,
    O flagrante foi pra mente e a
    mente foi pro lixo.
    Tua filha ta aqui, chupando um
    pauzinho,
    Pagando pau pra nóis e pros
    mano do morrinho.
    É nóis ladrão sem dó e nem
    perdão,
    Não amenizo pra playboy muito
    menos pra cuzão.
    Os coxinha vai e vem, atrás de
    quem,
    Paga pau pra mim, comédia, nem
    vem!
    Não sou o mano brow mais eu
    rimo também,
    Não me esqueci de ninguém,
    vou chingar, vou além!

    Verso3 binho- Playboy, pagodeiro, polícia e o
    prefeito,
    É tudo uma merda só, não faz
    nada direito.
    Tem bosta na cabeça, num
    pensa nada não,
    Vermes leprosos, seu mundo é
    o chão.

    Pode crer Ch é hora de
    rimar,
    Chegamo sem espaço, mais nós
    vamo cantar.
    Mostrar pra burguesia, pra
    paty xota fedida,
    O que é o que é, o nosso dia
    a dia.
    Vamo lá do centro, pra
    periferia,
    Da JK até a casa do
    William.
    Descendo a ladeira, voado
    nos skate,
    No frio ou na chuva, o nosso
    sangue é quente.
    Sempre assim há, assim
    sempre vai ser,
    Levando o baculeijo, e
    mostrando o proceder.
    Cantando o nosso lado, e
    quem sabe o de você,
    Periferia violenta o que
    vamo fazer.
    Tocar pra rádio num adianta
    nada,
    O rap é pra bandido, num é
    pra playboysada,
    Que se entope de bomba e
    injeta altas deca,
    Que se olha no espelho, e
    enfia o dedo nas pregas.
    Vai! Vai se fudendo
    automaticamente,
    Essa sua atitude é a mais
    inteligente.
    Se auto se fuder, aí fazer
    o que,
    Quem tem bosta na mente, o
    destino é apodrecer.
    De asma a bronquite,
    cantando ainda persisto,
    Pode vir com red Bull que
    pra isso eu não ligo.
    Minha bateria nunca acaba,
    saca só a chupeta,
    O microfone na mão é um
    cruzado de direita.
    Na cara do playboy do cuzão
    opressor,
    Por ser filho de doutor
    esculacha o professor.
    Que trabalha noite e dia,
    se esforça pra caralho,
    Pra chegar no fim do mês
    uma merreca de salário.
    Fui criado á imagem de uma
    mãe trabalhadora,
    Que é o meu exemplo, e que
    lutou a vida toda.
    Meu velho vazou fora nem
    por isso fui fraco,
    Passou-se a infância e lá
    vai o Pablo.
    Crescendo se informando, e
    o rap cantando,
    De quebrada em quebrada,
    só considerando.
    Há o que é nosso ninguém
    nos tira,
    Podem me matar, mais não a
    minha ideologia.

    Verso 4 charles-
    Minha vizão é distorcida, minha cabeça
    é poluída,
    Isso é de nascença, não
    chamem um exorcista.
    CHL o skatista, S-12 a
    família,
    Que se foda os playboys,
    na moral segue na rima.

    Verso 5 William- conexão, união, saca só sangue bom,
    Vim lá de Correntina pra
    mandar um som,
    Admirador do rap nato,
    humilde pra caralho,
    Se rola a batida maluco eu
    não paro,
    Rimo lento, rimo rápido,
    mais não esqueço que falo,
    Skate e hip hop pode crer ta
    tatuado.
    A união da malocada é só a
    rapa,
    Quem rima ta em casa, s-12 a
    batida que não para,
    E um salve pra quebradas.

    Comente
    user 300 caracteres restantes. Enviar

    Todas as letras de Suspeito 1,2 MC's

    Publicidade
    Notícias
    Mais notícias »
    Hot Spot
    Top Músicas do Vagalume
    Top 100 »

    As informações deste site são postadas integralmente pelos usuários. É importante dizer que é possível que os dados estejam desatualizados ou incorretos, sendo assim, o Vagalume exime-se de qualquer responsabilidade sobre as informações publicadas.Caso haja interesse em remover ou alterar alguma informação, entre em contato conosco.


    É permitida somente a visualização no site das letras de músicas encontradas aqui, vedada sua reprodução através de quaisquer outros meios (Lei 9610/98).Todas as letras de músicas são propriedade dos seus respectivos autores e divulgadas somente para fins educacionais.All lyrics are property and copyright of their owners. All lyrics are provided for educational purposes only.