Muito mais que só letras de músicas

  • Vagalume
  • A-Z
  • Estilos
  • Top 100
  • Playlists
  • Hot Spots
  • Notícias
  • Supla começou a sua carreira aos 11 anos de idade, quando montou a sua primeira bateria com latas e panelas. Aos 14 anos já tocava sucessos dos Beatles e Rolling Stones na noite de São Paulo com a banda "Os Impossíveis".

    Sempre com o estilo divertido e rebelde, Supla foi convidado para tocar na banda "Metrópolis", que fazia parte do cenário underground de São Paulo. Entre alguns admiradores da banda, Arnaldo Antunes, Edgar Scandurra e Thomas Pappon. Nesta mesma época, Supla também foi convidado para cantar na banda "Zig Zag", onde passou a se dedicar como vocalista. A banda logo virou a conversa da cidade, especialmente por causa das performances do grupo. A banda Zig Zag, que depois mudou o nome para "Tokyo", tocava Sex Pistols, The Cure, Exploited, The Clash e Stones, além de composições próprias. Mais tarde, sob tutela de Tico Terpins (Joelho de Porco), a banda lança um compacto pela Som Livre com duas músicas: "Humanos" e "Mão Direita" (que foi censurada pois falava de masturbação). A banda cresceu e lançou o primeiro LP "Humanos" pela CBS (Epic).

    Depois de participações especiais em mini séries da Rede Globo, filmes e ter lançado mais quatro discos no Brasil: "Humanos", "O Outro Lado", Supla "Motocicleta Endiabrada" e Supla "Encoleirado", em 1995 parte para Nova Iorque em busca de novas experiências musicais. Tocando no cenário hard core de Nova York na banda "Mad Parade", Supla se tornou uma figura carimbada. Conhecido por suas eletrizantes performances, logo ganhou respeito de bandas como Agnostic Front, Mad Ball, Murfhy's Law e Casualties. O Mad Parade mudou de nome para "Psycho 69" (o som era estilo metalpunkcore), lançou um cd e fez uma turnê com os Ramones, em que chegaram a tocar no histórico show da banda punk em São Paulo, no Olympia.

    A banda ainda tinha mais um disco para gravar, mas por desavenças entre integrantes ela terminou. Paralelamente, Supla tinha um trabalho de bossa furiosa que ele desenvolveu com seu antigo parceiro Marcelo Zarvos (tecledista e concertista), misturando drum'n bass, jungle beats e bossa nova. Nesse trabalho eles gravaram várias demos com Bebel Gilberto. Supla começou a sentir falta do bom e velho rock'n roll na bossa furiosa, e resolveu montar a banda "Supla Zoo", em que aperfeiçoou e fez prevalecer seu lado roqueiro junto com o hip hop. Por que o Hip Hop? Na fase de gravação da nova banda Supla conheceu Kojak, um rapaz do Brooklin que vive de cultura e música hip hop, o que explica a influência no último trabalho e o de maior sucesso: "O Charada Brasileiro". Kojak é um programador de beats, guitarrista e grafiteiro.

    O REI DA MÍDIA

    Ao vir para o Brasil para tocar nos comícios e ajudar na campanha da mãe, a atual prefeita de São Paulo Marta Suplicy, sentiu uma fantástica receptividade. A participação na novela da Globo "Um Anjo Caiu do Céu" e o show no "Rock in Rio" esticaram a sua estadia no país. Mas o que realmente fez com que Supla ficasse foi a sua participação no programa "Casa dos Artistas" do SBT. O apresentador Silvio Santos e o público logo se encantaram com as idéias e as atitudes que o cantor teve dentro do pioneiro Reality Show brasileiro. Supla foi com camisetas promocionais e o cd independente que já estava preparado para ser lançado durante a sua estadia na "Casa" pelo valor de 9 reais e 90 centavos em bancas de jornal. Surpreendeu a mídia e a indústria fonografica com o número de 600 mil cópias vendidas!

    De botinha à boneco, o que o artista mais gosta é de cair na estrada com a turnê do "Charada Brasileiro". Nas apresentações pelo Brasil, além das músicas do último cd, Supla relembra sucessos antigos como "Motocicleta Endiabrada" e "Mão Direita". No setlist do novo show, versões de clássicos como "My Way" e "Rain drops keep faling on My Head" também garantem um show de rock'n roll que diverte, alerta e surpreende milhares de pessoas. No palco Supla não está sozinho: além do Kojak no teclado, a banda punk Holly Tree o acompanha tanto nas músicas como nas performances. O cenário e a iluminação foram cuidadosamente estudados música por música, o que resultou num show completo. Idolatrado tanto pelas crianças quanto pelos mais velhos, Supla volta com tudo!

    POLÍTICO E PIRATA (2003)

    Com o CD “Político e Pirata”, Supla seguiu a sua agenda de shows pelo Brasil junto com a nova formação de sua banda: Danilo (Lava) e Boris (Hateen e Borderlinerz) nas guitarras, Zé (Borderlinerz) na bateria e Haga no baixo. Paralelamente, o cantor preparou um set de versões de rock em português que, pela excelente qualidade, acabou virando um novo projeto.

    BOSSA FURIOSA

    No final de 2003, Supla retomou um antigo projeto, da época em que ainda morava em New York.
    O álbum "Bossa Furiosa", todo em inglês, contém 23 faixas com a banda Supla Zoo Style e João Suplicy nas faixas acústicas.
    As gravações começaram em 1999, quando Supla havia gravado o disco "Bossa Furiosa" nos estúdios Harold Dessau (NY), 100% análogo e um dos mais respeitados da cidade. Apesar da produção, o álbum acabou não sendo lançado na época.
    A banda de "Bossa Furiosa" era composta por João Salomão nas guitarras, Greta no baixo (Debbie Harry, Moby e L7), Kojak (White Average Boys) no MPC, Lui Gasparo (Super Villain) e Mac (Bad Brains, Fun Loving Criminals e Cro-mags) na bateria.
    Já em 2003, Supla também havia iniciado com seu irmão João um projeto de versões acústicas de clássicos do rock, que teve sucesso em diversas apresentações dos artistas pelo Brasil.
    Com a fusão dos dois projetos, surgiu "Bossa Furiosa", o mais recente disco de Supla.

    Fonte: Site Oficial
    Comente
    user 300 caracteres restantes. Enviar


    Publicidade
    Notícias
    Mais notícias »
    Hot Spot
    Top Músicas do Vagalume
    Top 100 »

    As informações deste site são postadas integralmente pelos usuários. É importante dizer que é possível que os dados estejam desatualizados ou incorretos, sendo assim, o Vagalume exime-se de qualquer responsabilidade sobre as informações publicadas.Caso haja interesse em remover ou alterar alguma informação, entre em contato conosco.


    É permitida somente a visualização no site das letras de músicas encontradas aqui, vedada sua reprodução através de quaisquer outros meios (Lei 9610/98).Todas as letras de músicas são propriedade dos seus respectivos autores e divulgadas somente para fins educacionais.All lyrics are property and copyright of their owners. All lyrics are provided for educational purposes only.