Muito mais que só letras de músicas

  • Vagalume
  • A-Z
  • Estilos
  • Top 100
  • Playlists
  • Hot Spots
  • Notícias
  • Play
    PLAY

    Eu tenho os meus direitos juntamente com meus deveres
    Nos momentos que eu tenho eu dou tempo a simples prazeres
    Tipo ver o sol se por, ver no horizonte o sol morrer
    Eu dou valor ao ver no horizonte o mesmo sol nascer
    Fechei meus olhos e num instante o meu mundo se expande
    Um começo lindo, quis fingir nunca ter visto antes
    Pois a lua já se foi, mas ficaram-se as estrelas
    O sol chegou depois, mas ainda é possível vê-las
    Eu voltando de buzum, chegar em casa eu fumo um
    São quase seis da manhã, poucos vão sentir o futum
    Bota a cara e sente o vento,véio, o cheiro de sereno
    Espera mais meia horinha e tu só respira veneno
    Esse mundo é sedento por coisas materiais
    Como eu posso ser assim tão feliz com coisas tão normais?
    Irmão eu amo a minha sina, de reflexões e rimas
    E terminando aqui eu vou dormir com minha mina!

    Eu agradeço a Deus quando tudo ta bem,
    Quando tudo ta mal agradeço ele também
    Mas quando eu to no breu quem é que vem me ajudar?
    Eu agradeço os meus, eu agradeço os meus. (x2)

    Mas quando eu to no breu quem é que vem me ajudar?
    Eu agradeço os meus, a Tomba e o Quinto Andar.

    Eu agradeço por ver essa infinita sabedoria
    Me deu duas pernas pra transporte e uma cabeça como guia
    Deu a terra pra colheita fez a noite e o dia
    Não nos deixou a receita, mas fez bem pra quem aprecie
    Desde que eu cresci via sua lógica em todo canto
    Seu manto, sua poesia que eu não ouvia mas via encanto
    Com o tempo eu aprendi a valorizar simples prazeres
    Com pausa pro por do sol ignorando meus afazeres
    Deveres vão ser cumpridos no tempo que a vida pede
    Na fé com meus espíritos recintos em meio a verve
    Expresso do meus conflitos ilícitos enquanto reflito
    Aflito eu tava antes na calma mente se serve
    Já não sou o mesmo de antes aprenda e a vida segue
    Nascido com a paz de Ghandi, há instantes que a paz se perde
    Perfume pro olfato, sabor pro paladar
    To vivo não sou ingrato sei que Deus fez pra me agradar

    Eu agradeço a Deus quando tudo ta bem,
    Quando tudo ta mal agradeço ele também
    Mas quando eu to no breu quem é que vem me ajudar?
    Eu agradeço os meus, eu agradeço os meus. (x2)

    Mas quando eu to no breu quem é que vem me ajudar?
    Eu agradeço os meu a Tomba e o Quinto Andar

    Comente
    user 300 caracteres restantes. Enviar

    Todas as letras de Shawlin

    Publicidade
    Notícias
    Mais notícias »
    Hot Spot
    Top Músicas do Vagalume
    Top 100 »

    As informações deste site são postadas integralmente pelos usuários. É importante dizer que é possível que os dados estejam desatualizados ou incorretos, sendo assim, o Vagalume exime-se de qualquer responsabilidade sobre as informações publicadas.Caso haja interesse em remover ou alterar alguma informação, entre em contato conosco.


    É permitida somente a visualização no site das letras de músicas encontradas aqui, vedada sua reprodução através de quaisquer outros meios (Lei 9610/98).Todas as letras de músicas são propriedade dos seus respectivos autores e divulgadas somente para fins educacionais.All lyrics are property and copyright of their owners. All lyrics are provided for educational purposes only.