Muito mais que só letras de músicas

  • Vagalume
  • A-Z
  • Estilos
  • Top 100
  • Playlists
  • Hot Spots
  • Notícias
  • Play
    PLAY

    Só sangue bom abalando o cenário
    Interior paulista é o verdadeiro coringa do baralho
    Que tem tem o dom da levada define
    Dedo no gatilho, o mundo do crime
    Aliado G pode crer é um microfone um proceder
    Mano Edi do meu lado, meu truta meu aliado
    Dj Viola na ponta da agulha, quando raspa sai fagulha
    Face da morte é da quadrilha não é da rádio patrulha
    Cara a cara o veneno de Campinas
    São José, São Fernando, Costa e Silva
    Vila Rica, Itajaí, Itatiaia, Jandira, Jardim São Marcos
    Florença e Vila Bela, São Bernardo, DIC 1 2 3 4 5 6
    Ferro lotado até a boca no tambor tem 6
    Som nervoso parceiro maquiavélico
    Jardim Primavera, Jardim Glicério,
    Jardim Alvorada, Rosa e Silva, Jardim São Carlos
    Vila vale, São Domingos, Virgílio Bassos
    Jardim Dall'orto, Maria Antônia,
    Matão aí ladrão só mando de responsa
    Periferia favela pra mim tanto faz
    Parque das Nações, Callegari e Denadai
    Parque Santo André, Boa Esperança, Hortolândia
    Salve salve Periferia do Amanda
    Cena do crime São Jorge no paralelo
    Entre a a barreira do céu ou o cruel do inferno
    Se dá o pau ratátá eu tô no ar
    Na levada criminosa eu vim pra apavorar
    Ha ha
    Roleta russa na lei da favela
    Que deixa louco te acelera
    Sai da reta que eu vim foi pra subir o gás
    Só som nervoso ai parceiro eu quero é mais

    2x só sangue bom abalando o cenário

    Eu vou colar vou colar mostrar a cara da fita
    O papo aqui é terrorista o esquema é quadrilha
    Subir o gás maluco é dois palito
    Um canudo um prato uma carreira o risco que for preciso
    Para de aloprar maluco
    Para ser o mais direto firme no assunto
    Ratátátá só sangue bom a máfia vai colar
    Papápápá só sangue bom a firma está no ar
    Queno gersão flagrante então
    Interior paulista acelerando o seu coração
    Vem que vem chegando na moral
    Véia de rua aqui é natural
    Vai que vai abalando o cenário no ar
    O mais sinistro coringa do baralho
    Só apetitoso no esquema bem bolado
    Não sou comédia muito menos sou papo furado
    Chega aí cola aí chega mais então
    A nossa cara é essa daqui periferia ladrão
    Nossa firma forte e poderosa pode acreditar
    Hei maluco eu to de volta
    Respeito sua quebrada seja aqui ou em qualquer lugar
    Realidade cruel chegando devagar
    A firma é forte chegou chegando é o terror
    É crime é morte vou é desespero é horror
    Periferia não é faço parte dela
    Só não quero mais irmão pra debaixo da terra
    Chega de camburão de revólver na mão
    Não é pra se matar somos todos irmãos
    Nossa quadrilha uma par de manos
    O pesadelo esta apenas começando

    2x só sangue bom abalando o cenário

    Flagrante maluco pode acreditar
    Hortolândia na pule e Sumaré direto da quebrada
    Onde uma pá de mano mata quem tem arma atira
    Ladrão se mata entre si quando não morre na mão da polícia
    Não é bem por aí
    É união, cadeia aposente o calibre sangue bom
    Tente entender
    Quem vende a arma vende as vexa
    Só não vende a coragem mas como todos sabem
    Dedo mole muitos tem
    Porém eu não desacredito de ninguém
    Peito de aço ninguém tem
    Santa rita quem desacredita vem que tem
    O grupo gueto de pagode tem também
    O jairo no violão, sangue bom
    Não tem pra ninguém
    Tem face da morte realidade cruel
    Com muito orgulho na quebrada eu rimo e passo pro papel
    Tem time de futebol
    União duas vilas
    Tem pagode na quinta na estrada do santa rita
    Tem ladrão pra mim é natural tudo igual
    Com certeza não vejo mais ladrão de varal
    Aqui ninguém compra jornal pra ler signo
    Só se lê jornal em dias de domingo
    Pra segunda feira correr atrás de um trampo digno
    Que hoje em dia é raro até com profissão
    Com curso ou estudo não tem emprego pra você
    Quando se acha um é 136 por mês
    Se que ou não quer se não vai se fuder
    Tem família três pivetes aluguel pra pagar
    Com um salário desses ou passa fome ou é obrigado a roubar
    Com certeza a polícia te pega te humilha
    Se ela não mata te prende te espanca
    Hei sangue bom vai por mim eu conheço o sistema
    Desde de criança

    2x só sangue bom abalando o cenário

    Se pá e bola se pum e pegue agora
    Na levada terrorista vai ser foda
    Engatilho e disparo uma rima
    Engatilho e te ponho na minha mira
    Eu sou mais eu mais eu e mais meus mano
    O pesadelo esta apenas começando
    O papo aqui é favela periferia
    Na sua área apetitoso bandido polícia
    Escuta mano a batida na caixa ladrão
    Escuta mano o bumbo o baixo então
    Escuta o eco invadindo a sua mente
    Sou da favela da periferia linha de frente
    As balas no pente ainda é pouco
    O nóia ou o louco
    Som pra lá de nervoso
    No final da carreira ou no apagar da vela
    Vê se me pega maluco então vê se me pega
    Eu sou mais eu mais eu e mais meus mano
    Só sangue bom no ar chegou chegando

    2x só sangue bom abalando o cenário

    Comente
    user 300 caracteres restantes. Enviar

    Todas as letras de Realidade Cruel

    Publicidade
    Notícias
    Mais notícias »
    Hot Spot
    Top Músicas do Vagalume
    Top 100 »

    As informações deste site são postadas integralmente pelos usuários. É importante dizer que é possível que os dados estejam desatualizados ou incorretos, sendo assim, o Vagalume exime-se de qualquer responsabilidade sobre as informações publicadas.Caso haja interesse em remover ou alterar alguma informação, entre em contato conosco.


    É permitida somente a visualização no site das letras de músicas encontradas aqui, vedada sua reprodução através de quaisquer outros meios (Lei 9610/98).Todas as letras de músicas são propriedade dos seus respectivos autores e divulgadas somente para fins educacionais.All lyrics are property and copyright of their owners. All lyrics are provided for educational purposes only.