Muito mais que só letras de músicas

  • Vagalume
  • A-Z
  • Estilos
  • Top 100
  • Playlists
  • Hot Spots
  • Notícias
  • Play
    PLAY

    [PHILL]
    Eu sou apenas um, dos milhares de sofredores
    De um mundo sem flores, que nascem os gladiadores
    Vivendo ao redor de tudo, tendo quase nada
    Há tempos que não vejo amigos só a minha espada
    Nessa jornada, perdi irmãos, perdi amores

    Um coração blindado resiste às dores
    De ser sozinho, num mundo entre milhões
    Ser racional, entre as ilusões
    A sociedade se afunda em padrões
    Os corpos descem as valas em caixões

    O tráfico te da dinheiro e mansões
    Mas acaba com a sua vida em frações
    De segundos, uma carreira ou mais uma dose
    Balas, armas putas overdoses
    Aprendi a ser frio, pra não correr perigo
    Aprendi a vingança, mato ser for preciso

    E nessas de mata, um monte é dependente
    Matam alma, paz, razão, nem sempre gente
    Sou apenas um guerreiro, cumprindo a missão
    De dar sentido a vida daquele que seguem em vão
    Sinto que essa é minha obrigação

    Por isso faço essa como retribuição
    Motivação pra você do nosso QG
    Libertação camuflada em forma de entreter
    Pra quem quer se perde lamento já foi
    Enfim, vai aprender que o mundão não da boi

    Sinto que o mundo me olha desconfiado
    Como o americano com medo de atentado
    Mas se for ver bem, isso aqui é uma bomba relógio,
    Que concentra raiva, medo, tensão e ódio
    É hora de acordar, foco na missão
    Dou meu sangue nessa porra num vim pra sofrer em vão

    [RASHID]
    Tudo vai tudo é fase irmão
    Rápido feito a vida de um Kamikaze, jão
    Sem tempo pra paz, só ação
    Afinal, você conhece alguém

    Que fez história porque. viveu só de paz (não)
    Fui arrancado a força das pessoas que amei
    Julgado nos lugares que passei
    Mas mantive o foco são
    Sabendo que o pior tipo de inimigo
    É aquele que aperta sua mão (coro)
    Uma nova safra de heróis
    Representantes de um terceiro mundo sem voz

    Uma potência escondida
    Ajudando quem ainda sonha em ver
    Um terceiro mundo sem nós
    Com disposição pra atacar
    Você pode não gostar das ruas
    Mas tem que respeitar quem vem de lá
    Onde quem atira, rouba vidas
    Mas quem ignora vidas
    Faz alguém ter vontade de atirar

    Olha pra mim, sou como uma bala perdida
    Eu sou a perdição por uma bala
    A verdade por trás das invenções
    Treinado pra enxergar a diferença
    Entre quem age e quem fala

    Gladiador sem causa
    Trabalhador sem casa
    Um lutador sem paz
    Um samurai sem pausa
    Com um segredo
    O jogo é sujo

    Então guarde a sua dor pra si
    porque eles farejam o seu medo
    Feito cães de caça no meio do mato
    Meu alvo é a massa nesse meu relato
    Sua semente devassa plantada, de fato

    Eu sou o reflexo do mundo
    Eu sou o seu retrato
    Eu sou sua influência mais clara
    Sua propina mais cara
    E eles me chamam de problema
    Então se você tem amor a sua vida
    Por favor, não traga ela pra arena

    [MALTRAPILHO]
    Entro na arena sem medo,estendo a minha cabeça
    Por onde a vida é uma dúvida,a morte é uma certeza
    E o fraco é conformado e se alia aos covardes
    Favela, surge os guerreiros que agora tão no combate
    Os neguinhos de tanto exemplo já sorri pra morte
    Sendo assim tramam no gueto a Lei do mais forte

    Com as cicatrizes da vida não querem ser esquecidos
    Te dão no olhar a impressão de estar correndo perigo
    Não vejo, que o fim da guerra seja um simples acordo
    Pra quem nasceu dentro dela já escapando de aborto
    E os ?memo? que o gueto cria e ninguém da valor
    São os ?memo? que no jornal anunciam terror

    Na arena luto com a meta de chegar vivo em casa
    Já vi a maldade no verme, já escapei de facada
    Gladiador por opção que evita os pecados
    Meu escudo é minha mente, meus Rap é meu legado
    E os pecado sempre tá dentro das pessoas
    Porém o sistema julga,da sentença e nunca perdoa
    Sendo de igual pra igua, se batalhar é o que noiz quer

    Vem uma vez na arena, pra ver quem fica de pé
    Pros preto aqui dessa porra nunca ser ignorado
    Mostrar o valor, muito além que assinar seus contratos
    Seu choro não me comove,Seja ele qual for
    Pede perdão pro meu ódio, ele que me fez gladiador (coro)
    E me ensinou a suportar os veneno,hoje a safra vem em 3, pra amanhã cê os 300,

    Desigualdade cria as vitimas, sem esperança
    E o sentimento da rua, agora é só o de vingança
    Lágrimas no meu rosto não me fizeram ser fraco
    É só um motivo a mais que eu tô na guerra sem prazo
    Enquanto a morte me espera milhares vou derrotar
    Pelo meu sangue no asfalto, outro soldado honrar

    [REFRÃO]
    Só quem é Gladiador...
    Vai suportar batalhar sem fraquejar, pra vitória conquistar.
    Só quem é Gladiador...
    Tá pelo amor, espírito sofredor, batalhar por onde for.
    Hou hou hou hou A RUA...

    Comente
    user 300 caracteres restantes. Enviar

    Todas as letras de Rashid

    Publicidade
    Notícias
    Mais notícias »
    Hot Spot
    Top Músicas do Vagalume
    Top 100 »

    As informações deste site são postadas integralmente pelos usuários. É importante dizer que é possível que os dados estejam desatualizados ou incorretos, sendo assim, o Vagalume exime-se de qualquer responsabilidade sobre as informações publicadas.Caso haja interesse em remover ou alterar alguma informação, entre em contato conosco.


    É permitida somente a visualização no site das letras de músicas encontradas aqui, vedada sua reprodução através de quaisquer outros meios (Lei 9610/98).Todas as letras de músicas são propriedade dos seus respectivos autores e divulgadas somente para fins educacionais.All lyrics are property and copyright of their owners. All lyrics are provided for educational purposes only.