Muito mais que só letras de músicas

  • Vagalume
  • A-Z
  • Estilos
  • Top 100
  • Playlists
  • Hot Spots
  • Notícias
  • PLAY

    Instrumento:
    e-½: nananenem@hotmail.com
    
    Nessa música há um arranjo para a guitarra.
           B
    Conheci uma garota que era uma louca
    Desde pequenininha com o dedo na boca
    Depois ficou adulta só queria ser rica
    Fez vestibular pra puta, hoje é doutora em pica
    
    (Sem guitarra)
    Ela mordia, era bom, mas me dava dor
    Passava o dente na cabecinha que era um horror
    Podi crê, eu sei, você é bonita e tem sempre razão
    Mas acho que seu aparelho prendeu minha circulação
    
      B
    Boca, boca, boca, boca de lata!
    Boca, boca, boca, boca de lata!
    Boca, boca, boca, boca de lata!
    Boca, boca, boca, boca de lata!
    
    (Sem guitarra)
    Eu, mas meus amigos, vamos de pé
    Ela não foge e feito o Roger eu digo: "eu gosto é de mulher"!
    Podi crê, vamo lá que você vai ver, que eu vou mostrar pra você
    O que faz seu corpo tremer danada
    
    E                                         D
    Chega de diz-que-me-diz que agora que eu sou o juíz
                       E                             D
    E você é minha escrava e fica tão linda quando faz cara de brava
           E                         D                         E
    Mas sossega, nessa lei não tem regra, é lá no esfrega, é só relax
                     D                              E
    Vou te namorar sem complexo e lhe aplicar um suplex,
                          D
    Vou colar que nem durex, veja bem.
    
    (Sem guitarra)
    Eu sou o homem que Deus colocou no seu destino
    Um absorvente latino, que sai latindo feito o cão
    Queimando o filme no salão, eu não tô louco não,
    Quem sumiu com meu troco vai tomar muito pipoco
    Vai tomar bala no côco
    
           E                                  D
    Ei, espera, que agora eu me lembrei que tá na hora
                    E                     D
    De queimar o motora o produto na calcinha vem do sul
    E                          D                     E
    Eu que tava lá quando ela viu "Aperte Um Que O Piloto Sumiu"
            D                               B
    Saiu voando feito um urubu, é o meu brasão e toda nação da nação
    Feito o Julho é só uma vez, mulek
      E não tem volta não, do cangaço a descendência
    Do cerrado de nascença
    1999 aí e o Gama fazendo presença de 1ª,
    
    (Sem guitarra)
    Pra esse microfone funcionar tem que botar pilha
    Esse é o Raimundos maluco de Brasília.
    
      B
    Boca, boca, boca, boca de lata!
    Boca, boca, boca, boca de lata!
    Boca, boca, boca, boca de lata!
    Boca, boca, boca, boca de lata!    B


    Comente
    user 300 caracteres restantes. Enviar

    Todas as letras de Raimundos

    Publicidade
    Notícias
    Mais notícias »
    Hot Spot
    Top Músicas do Vagalume
    Top 100 »

    As informações deste site são postadas integralmente pelos usuários. É importante dizer que é possível que os dados estejam desatualizados ou incorretos, sendo assim, o Vagalume exime-se de qualquer responsabilidade sobre as informações publicadas.Caso haja interesse em remover ou alterar alguma informação, entre em contato conosco.


    É permitida somente a visualização no site das letras de músicas encontradas aqui, vedada sua reprodução através de quaisquer outros meios (Lei 9610/98).Todas as letras de músicas são propriedade dos seus respectivos autores e divulgadas somente para fins educacionais.All lyrics are property and copyright of their owners. All lyrics are provided for educational purposes only.