Muito mais que só letras de músicas

  • Vagalume
  • A-Z
  • Estilos
  • Top 100
  • Playlists
  • Hot Spots
  • Notícias
  • Play
    PLAY

    Refrão: Ela me diz que eu sou O cara!
    Ela que me diz!
    Não mais um cara. Eu sou O cara!

    Eu chego na muleh, gastando meu português
    Ela pergunta quem eu sou- Sou o seu futuro ex
    Eu sou o whisky escocês, purple haze holandês
    O segredo que ainda não contaram pra vocês

    O proibido a adrenalina, o cheiro da parafina
    O terror das donzelas e de todas as meninas
    O medo no rosto de todos os recalcados
    Eu vivo par muleh, Vagabundo Iluminado !

    Posso até morrer com meu dedo no gatilho
    A minha arma é diferente, não atira, ela faz filho
    Sou atleta da night, da paz
    Caçador de biátch, soldado voraz

    Meu nome não tá na lista na porta
    Convite eu não tenho mas isso não importa
    A gravidade é minha amiga,a sorte é minha fã
    Invado o Oscar com a calma de um chá de hortelã

    Se o muro for alto, Hammm melhor ainda
    Nem o céu é o limite e a gente mira la em cima
    Me comparar com alguém? Isso não vai dar em nada
    Mc Fox$$ e Mc Mãe só tem 1 de cada.

    O terror da censura, ninguém me segura
    Escaldador de jambra, neto da ditadura
    Sniper, tiro seco na testa da muleh
    Stronda sem night, cafeína sem café

    O cheiro da terra molhada
    A night engaubelada, a pulseira adulterada
    Não digo mais nada, se você não entende nada
    Não fica triste, você não tem a parada

    Na velocidade certa
    Elas já estão espertas
    Eu nunca acelero sozinho
    E às vezes é devagar, devagar devagarinho
    Fala Martinho da Vi-la
    Elas fazem fi-la
    Pra aproveitar a vida comigo
    De Mc Fox$$ a Raposo, de Raposo a Rodrigo

    Bi, Tri, Tetrapolar
    Todo mundo desustiu de me diagnosticar
    Tarado na medida, por toda minha vida
    Eu sou Prexeca Banger e nada me intimida

    Não vou atrás do dinheiro ele vem atrás de mim
    Com ou sem eu tô feliz, minha vida é assim!
    O que eu quero ele não compra,
    isso eu não falo eu berro:
    Muleh, Amigo e Saúde de Ferro !!!
    Eu sou a onda batendo, batendo...
    Dentro, fora, dentro, fora...
    Eu sou a onda batendo, batendo...
    Dentro, fora, dentro, fora...

    Refrão

    E a onda bate!! E baixa o espírito da night,
    O drop na hora certa com idéias de validade.
    Fazendo com vontade o seu universo paralelo
    E o que tem de real na sua realidade.

    Um olhar de bêbado, um andar de bêbado
    Um fundamento, fala tu! Cadê tu, tatu?
    Cadê?! Quem é o cara, a peça rara diz pra mim.
    O início, o meio e o fim.

    Um bom-senso, um senso bom,
    um senso bom de bom-senso
    Sem sair do tom. Sem sair do tempo.
    Um bom senso, um incenso bom,
    um sensei de bom-senso,
    A volta por cima, a força do pensamento.

    Eu sou o cara mais sanguebom!
    Te confundo em um segundo!
    Vagabundo Iluminado brabo!
    No pulo-do-gato estamos junto!
    Misturo o puro e furo qualquer barreira.
    Juro que derrubo muro e passo qualquer fronteira.

    No escuro, de bauducco,
    nocauteando as pistoleiras
    Sou devagar, no sapatinho, mas
    não tô de bobeira!
    É a deixa, neguin insiste em me julgar
    Mas se quiser jogar em mim pode confiar!

    Que eu sou jogador, e tenho espírito esportivo,
    Com honra e sangue frio, no
    perigo com humildade eu vivo.
    As vadias, os vadios, as amizades que cultivo...
    O injustiçado do bom senso tá fechadão comigo

    Então se liga na fita e não grita,
    irmão!
    Fica frio. Eu sou sanguebom!
    O mulheril me instiga e me inspira a canção.
    Se tu me entende ou não, somos
    de boa vibração!
    Por isso que eu sou o cara que a tua mulher se amarra

    O primeiro beijo, a primeira transa
    o melhor beijo e a melhor transa,
    A realização da esperança,
    mendigos enchendo a pança.
    A cria do artista, o nariz do palhaço,
    O brilho no olhar do filho que não amarra o cadarço.

    O espaço pra amar, sentir, pensar,
    tentar, lutar e seguir
    Perder, ganhar, saber perder e ganhar e sorrir
    A graça na piada, boas
    lembranças na memória,
    A lição de vida, a essência da história.

    Refrão

    Comente
    user 300 caracteres restantes. Enviar

    Todas as letras de Prexeca Bangers

    Publicidade
    Notícias
    Mais notícias »
    Hot Spot
    Top Músicas do Vagalume
    Top 100 »

    As informações deste site são postadas integralmente pelos usuários. É importante dizer que é possível que os dados estejam desatualizados ou incorretos, sendo assim, o Vagalume exime-se de qualquer responsabilidade sobre as informações publicadas.Caso haja interesse em remover ou alterar alguma informação, entre em contato conosco.


    É permitida somente a visualização no site das letras de músicas encontradas aqui, vedada sua reprodução através de quaisquer outros meios (Lei 9610/98).Todas as letras de músicas são propriedade dos seus respectivos autores e divulgadas somente para fins educacionais.All lyrics are property and copyright of their owners. All lyrics are provided for educational purposes only.