Muito mais que só letras de músicas

  • Vagalume
  • A-Z
  • Estilos
  • Top 100
  • Playlists
  • Hot Spots
  • Notícias
  • PLAY

    Tanto
    Enséñame a rozarte lento
    Quiero aprender a quererte de nuevo
    Susurrarte al oído, que puedo

    Si quieres te dejo un minuto
    Pensarte mis besos, mi cuerpo, y mi fuego
    Que yo espero si tardas, porque creo que te debo mucho

    Ahora, que me he quedado solo
    Veo que te debo tanto y lo siento tanto
    Ahora, no aguantaré sin ti, no hay forma de seguir
    Así

    Vamos a jugar, a escondernos
    Besarnos si de pronto nos vemos
    Desnúdame, y ya luego veremos
    Vamos a robarle el tiempo al tiempo

    Por mucho que aprieto tus manos
    Me cuesta creer que aún no te hayas marchado
    Me fundiré en tus labios
    Como se funden mis dedos en el piano

    Ahora, que me he quedado solo
    Veo que te debo tanto y lo siento tanto
    Ahora, no aguantaré sin ti, no hay forma de seguir
    Así

    Tú, que me enseñaste a ser sincero
    Sin temor a lo que pienso, evitando la mentira
    Tú, que siempre has estado presente
    Y cuando no estaba la gente que tanto me prometía

    Tú, que me enseñaste a ser sincero
    Sin temor a lo que pienso, evitando la mentira
    Tú, que siempre has estado presente
    Y cuando no estaba la gente que tanto me prometía

    Ahora, que me he quedado solo
    Veo que te debo tanto y lo siento tanto
    Ahora, no aguantaré sin ti, no hay forma de seguir
    Así, así, así
    Así, así, así
    Así, así, así
    Así
    Tanto
    Ensine-me a tocar você lentamente
    Quero aprender a amar você novamente
    Sussurrar no seu ouvido, que posso

    Se você quiser, deixo-a por um minuto
    Pensar em você, meus beijos, meu corpo e meu fogo
    Que eu espero se você demora porque creio que lhe devo muito

    Agora que fiquei sozinho
    Vejo que lhe devo tanto e sinto muito
    Agora, não aguentarei sem você, não há forma de continuar
    Assim

    Vamos brincar, escondendo-nos
    Beijar-nos assim que nos virmos
    Dispa-mentão veremos
    Roubaremos o tempo do tempo

    Por mais que eu aperte as suas mãos
    Custa-me crer que você ainda não tenha partido
    Vou me fundir em seus lábios
    Como se fundem meus dedos no piano

    Agora que fiquei sozinho
    Vejo que lhe devo tanto e sinto muito
    Agora, não aguentarei sem você, não há forma de continuar
    Assim

    Você, que me ensinou a ser sincero
    Sem medo do que penso, evitando a mentira
    Você, que sempre esteve presente
    E quando não estava, as pessoas me prometiam tanto

    Você, que me ensinou a ser sincero
    Sem medo do que penso, evitando a mentira
    Você, que sempre esteve presente
    E quando não estava, as pessoas me prometiam tanto

    Agora que fiquei sozinho
    Vejo que lhe devo tanto e sinto muito
    Agora, não aguentarei sem você, não há forma de continuar
    Assim, assim, assim
    Assim, assim, assim
    Assim, assim, assim
    Assim



    Comente
    user 300 caracteres restantes. Enviar

    Todas as letras de Pablo Alborán

    Publicidade
    Notícias
    Mais notícias »
    Hot Spot
    Top Músicas do Vagalume
    Top 100 »

    As informações deste site são postadas integralmente pelos usuários. É importante dizer que é possível que os dados estejam desatualizados ou incorretos, sendo assim, o Vagalume exime-se de qualquer responsabilidade sobre as informações publicadas.Caso haja interesse em remover ou alterar alguma informação, entre em contato conosco.


    É permitida somente a visualização no site das letras de músicas encontradas aqui, vedada sua reprodução através de quaisquer outros meios (Lei 9610/98).Todas as letras de músicas são propriedade dos seus respectivos autores e divulgadas somente para fins educacionais.All lyrics are property and copyright of their owners. All lyrics are provided for educational purposes only.