Muito mais que só letras de músicas

  • Vagalume
  • A-Z
  • Estilos
  • Top 100
  • Playlists
  • Hot Spots
  • Notícias
  • PLAY

    Quién
    No te atrevas a decir te quiero
    No te atrevas a decir que fue todo un sueño
    Una sola mirada te basta
    Para matarme y mandar-me al infierno

    Quién abrirá la puerta hoy
    Para ver salir el sol
    Sin que lo apague el dolor
    Que me dejó aquella obsesión

    De tu corazón con mi corazón
    De mis manos temblorosas arañando el colchón
    Quién va a quererme soportar
    Y entender mi mal humor
    Si te digo la verdad
    No quiero verme solo

    Me conformo con no verte nunca
    Me conformo si ya no haces parte de mi vida
    Te ha bastado una noche con otro
    Para echarme la arena en los ojos

    Quién abrirá la puerta hoy
    Para ver salir el sol
    Sin que lo apague el dolor
    Que me dejó aquella obsesión

    De tu corazón con mi corazón
    De mis manos temblorosas arañando el colchón
    Quién va a quererme soportar
    Y entender mi mal humor
    Si te digo la verdad
    No quiero verme solo

    Quién abrirá la puerta hoy
    Para ver salir el sol
    Sin que lo apague el dolor
    Que me dejó aquella obsesión

    De tu corazón con mi corazón
    De mis manos temblorosas arañando el colchón
    Quién va a quererme soportar
    Y entender mi mal humor
    Si te digo la verdad
    No quiero verme solo
    Quem
    Não se atreva a dizer que eu te amo
    Não se atreva a dizer que foi tudo um sonho
    Um olhar será suficiente
    Para me matar e mandar-me para o inferno

    Quem pode abrir as portas hoje
    Para ver o sol nascer
    Não para desligar a dor
    que eu deixei que a obsessão

    Do seu coração para o meu coração
    Em minhas mãos trêmulas arranhando o colchão
    Quem vai adorar me suportar
    E entender o meu mau humor
    Para dizer a verdade
    não me quer sozinho

    eu nunca vejo você se contentar com
    Estou contente se você não já fazem parte da minha vida
    Você tem o suficiente de uma noite para outra
    Para me dar a areia nos olhos

    Quem pode abrir as portas hoje
    Para ver o sol nascer
    Não para desligar a dor
    que eu deixei que a obsessão

    Do seu coração para o meu coração
    Em minhas mãos trêmulas arranhando o colchão
    Quem vai adorar me suportar
    E entender o meu mau humor
    Para dizer a verdade
    não me quer sozinho

    Quem pode abrir as portas hoje
    Para ver o sol nascer
    Não para desligar a dor
    que eu deixei que a obsessão

    Do seu coração para o meu coração
    Em minhas mãos trêmulas arranhando o colchão
    Quem vai adorar me suportar
    E entender o meu mau humor
    Para dizer a verdade
    não me quer sozinho


    Letra enviada por Itamar

    Comente
    user 300 caracteres restantes. Enviar

    Todas as letras de Pablo Alborán

    Publicidade
    Notícias
    Mais notícias »
    Hot Spot
    Top Músicas do Vagalume
    Top 100 »

    As informações deste site são postadas integralmente pelos usuários. É importante dizer que é possível que os dados estejam desatualizados ou incorretos, sendo assim, o Vagalume exime-se de qualquer responsabilidade sobre as informações publicadas.Caso haja interesse em remover ou alterar alguma informação, entre em contato conosco.


    É permitida somente a visualização no site das letras de músicas encontradas aqui, vedada sua reprodução através de quaisquer outros meios (Lei 9610/98).Todas as letras de músicas são propriedade dos seus respectivos autores e divulgadas somente para fins educacionais.All lyrics are property and copyright of their owners. All lyrics are provided for educational purposes only.