Muito mais que só letras de músicas

  • Vagalume
  • A-Z
  • Estilos
  • Top 100
  • Playlists
  • Hot Spots
  • Notícias
  • Informações do Álbum No Tempo do Radio

    1. Exaltação À Cor
    2. Cancioneiro
    3. Quero Dizer-te Adeus!
    4. Promessa
    5. Serenata
    6. Despacho
    7. Alucinação
    8. Eu sei
    9. Recordações
    10. Quando Dois Destinos Divergem
    11. Nan
    12. Jamais Irei Onde Tu Fores
    13. Súplica
    14. Brasa
    15. Rosa De Maio
    16. Rosinha
    1. Nada Além
    2. A Última Estrofe
    3. Chuvas De Verão
    4. Rosa
    5. Canção Do Pavilhão
    6. Frô Do Ipê
    7. Espelho Do Destino
    8. Por Ti
    9. Carinhoso
    10. Eu Te Espero
    11. Moreninha
    12. Alma Dos Violinos
    13. Luar de Paquet
    14. Árvore Da Paz
    15. Eu Te Amo
    16. Amigo Leal
    17. Longe Dos Olhos
    1. A Última Canção (The Last Song)
    2. Três Apitos
    3. Malandrinha
    4. Concerto de Outono
    5. Tristeza
    6. Sertaneja
    7. Perdoa, Meu Amo
    8. Juramento Falso
    9. Amor ... Saudade
    10. Uma Saudade A Mais, Uma Esperança A Menos ...
    11. Curare
    12. Jura De Cabocla
    13. Tem D
    14. Lero-Lero
    15. Feitiço Da Vila
    16. Sequência Musical
    1. Pot-Pourri - Lágrimas
    2. Zé Ponte
    3. História De Amor
    4. Pedras Dispersas
    5. Faixa De Cetim
    6. Pálida Morena
    7. Quem Sou Eu?
    8. Mimi
    9. Sabe Quem É? Você!
    10. Brigamos Outra Vez
    11. E O Vento Levou ...
    12. O Prazer É Todo Meu
    13. Noite De Garoa
    14. Brasil Novo
    15. A Valsa de Natal/Boas Festas
    16. Mentirosa
    17. Pot-Porri

    x
    Ver discografia completa »
    Play
    PLAY

    Tu és, divina e graciosa
    Estátua majestosa do amor
    Por Deus esculturada
    E formada com ardor
    Da alma da mais linda flor
    De mais ativo olor
    Que na vida é preferida pelo beija-flor
    Se Deus me fora tão clemente
    Aqui nesse ambiente de luz
    Formada numa tela deslumbrante e bela
    O teu coração junto ao meu lanceado
    Pregado e crucificado sobre a rósea cruz
    Do arfante peito teu

    Tu és a forma ideal
    Estátua magistral oh alma perenal
    Do meu primeiro amor, sublime amor
    Tu és de Deus a soberana flor
    Tu és de Deus a criação
    Que em todo coração sepultas o amor
    O riso, a fé, a dor
    Em sândalos olentes cheios de sabor
    Em vozes tão dolentes como um sonho em flor
    És láctea estrela
    És mãe da realeza
    És tudo enfim que tem de belo
    Em todo resplendor da santa natureza

    Perdão, se ouso confessar-te
    Eu hei de sempre amar-te
    Oh flor meu peito não resiste
    Oh meu Deus o quanto é triste
    A incerteza de um amor
    Que mais me faz penar em esperar
    Em conduzir-te um dia
    Ao pé do altar
    Jurar, aos pés do Onipotente
    Em prece comovente de dor
    E receber a unção da tua gratidão
    Depois de remir meus desejos
    Em nuvens de beijos
    Hei de envolver-te até meu padecer
    De todo fenecer

    Comente
    user 300 caracteres restantes. Enviar

    Todas as letras de Orlando Silva

    Publicidade
    Notícias
    Mais notícias »
    Hot Spot
    Top Músicas do Vagalume
    Top 100 »

    As informações deste site são postadas integralmente pelos usuários. É importante dizer que é possível que os dados estejam desatualizados ou incorretos, sendo assim, o Vagalume exime-se de qualquer responsabilidade sobre as informações publicadas.Caso haja interesse em remover ou alterar alguma informação, entre em contato conosco.


    É permitida somente a visualização no site das letras de músicas encontradas aqui, vedada sua reprodução através de quaisquer outros meios (Lei 9610/98).Todas as letras de músicas são propriedade dos seus respectivos autores e divulgadas somente para fins educacionais.All lyrics are property and copyright of their owners. All lyrics are provided for educational purposes only.