Muito mais que só letras de músicas

  • Vagalume
  • A-Z
  • Estilos
  • Top 100
  • Playlists
  • Hot Spots
  • Notícias
  • Play
    PLAY

    Os que sobravam encostados no balcão
    ali permaneciam nos trabalhos
    em meio ao ar parado
    não se ouve tiros, não há estardalhaço
    bicho-gente, bicho-grilo, quero que se dane
    olhos de injeção
    gatos humanos espreitam
    choram mimados meu rango.

    Não dividiria com qualquer animal
    meu prato de domingo, a carne assada
    é o principal
    mesmo um mendigo elegante da rua
    prato bonito ou feio, minha cabana, minha angústia.

    Meu escudo, minha hóstia
    meu escudo é minha hóstia.

    Sentia proteção infantil
    mas permanecia assustado
    acuado em situação-hiena
    não sou carne barata
    varejo imaginado, pedaço do atacado
    que pena.

    Comente
    user 300 caracteres restantes. Enviar

    Todas as letras de O Rappa

    Publicidade
    Notícias
    Mais notícias »
    Hot Spot
    Top Músicas do Vagalume
    Top 100 »

    As informações deste site são postadas integralmente pelos usuários. É importante dizer que é possível que os dados estejam desatualizados ou incorretos, sendo assim, o Vagalume exime-se de qualquer responsabilidade sobre as informações publicadas.Caso haja interesse em remover ou alterar alguma informação, entre em contato conosco.


    É permitida somente a visualização no site das letras de músicas encontradas aqui, vedada sua reprodução através de quaisquer outros meios (Lei 9610/98).Todas as letras de músicas são propriedade dos seus respectivos autores e divulgadas somente para fins educacionais.All lyrics are property and copyright of their owners. All lyrics are provided for educational purposes only.