Muito mais que só letras de músicas

  • Vagalume
  • A-Z
  • Estilos
  • Top 100
  • Playlists
  • Hot Spots
  • Notícias
  • Play
    PLAY

    Gurufim, gurufim
    Chegou por aqui
    Martin gravata
    Pronto seu mestre
    Esta noite houve um roubo
    Onde?
    No quarto quinze
    Não!

    A tradição africana manda a gente
    Cantar de qualquer maneira, e quando
    O Cabana subiu, o gurufim dele foi na
    Quadra da sua escola de samba, a
    Beija Flor de Nilópolis.
    Lá pelas tantas, começamos a cantarolar
    As músicas do grande compositor.

    Todo mundo já sabia
    Que ela me traia
    Só eu não
    Mas tôo mundo já sabia
    Que ela me traia
    Só eu não
    Ela andava com Pedro
    Transava com Zé
    Chico, Mané e João
    Era uma covardia
    Todo mundo sabia
    Só eu não
    E quando eu passava
    Alguém gritava
    O chifrudo é aquele
    Lá vai ele
    Desmoralizado sem saber qual a razão
    Todo mundo sabia
    Só eu não

    Alguém puxou o preço da traição
    Onde eu cheguei
    Com outro alguém em seus braços
    Ela chegou também
    Nos braços de outro alguém
    Foi o momento pior que tive na vida
    Nunca pensei em passar por tal situação
    Senti vontade de reagir, mas não pude
    Perdi toda a atitude
    E direi a razão
    Ela estava errada e eu também
    Eu não tinha o direito
    De lhe chamar a atenção

    Este samba foi cantado muitas e
    Muitas vezes, até que o Anízio
    Pediu e eu mudei

    Garçom
    Ponha a bebida na mesa
    Eu pago toda a despesa
    Não cobre nada a ninguém
    E depois
    Peça licença ao patrão
    E abandone o balcão
    Venha beber também
    Estou festejando um grande dia
    De felicidade para mim
    Por isso
    Faço questão que os amigos
    Venham beber comigo
    Em homenagem ao fim
    De todo o meu sofrimento
    E de todos os tormentos
    Que eu tive ultimamente
    Bebam
    Eu pago toda a despesa
    Me ajudem a festejar
    O fim da minha tristeza

    Se depender de mim
    Para você viver
    Pode encomendar o seu caixão
    Não lhe darei uma colher de chá
    Enquanto eu me lembrar da traição
    Que você me fez
    Sem eu merecer
    Dando muito o que falar
    Porém, no entanto
    Nem derramo pranto
    Quando tenho que me lembrar

    Todo mundo podia me fazer
    Ingratidão menos você
    Pois eu sempre te tratei legal
    Dispensei-lhe grande consideração
    No entanto, você fez o que me fez
    Deixando grande mágoa no meu coração

    E o gurufim seguiu animado por
    Toda a madrugada

    Comente
    user 300 caracteres restantes. Enviar

    Todas as letras de Martinho da Vila

    Publicidade
    Notícias
    Mais notícias »
    Hot Spot
    Top Músicas do Vagalume
    Top 100 »

    As informações deste site são postadas integralmente pelos usuários. É importante dizer que é possível que os dados estejam desatualizados ou incorretos, sendo assim, o Vagalume exime-se de qualquer responsabilidade sobre as informações publicadas.Caso haja interesse em remover ou alterar alguma informação, entre em contato conosco.


    É permitida somente a visualização no site das letras de músicas encontradas aqui, vedada sua reprodução através de quaisquer outros meios (Lei 9610/98).Todas as letras de músicas são propriedade dos seus respectivos autores e divulgadas somente para fins educacionais.All lyrics are property and copyright of their owners. All lyrics are provided for educational purposes only.