Muito mais que só letras de músicas

  • Vagalume
  • A-Z
  • Estilos
  • Top 100
  • Playlists
  • Hot Spots
  • Notícias
  • Play
    PLAY

    A mente do Favela Funciona a milhão
    Pra descobrir o que fazer pra garantir o pão
    De cada dia pra sua família
    Gente Pobre sangue nobre sofrimento é rotina.
    Mas que nada, a gente vive, e o inimigo não extermina.
    Nossa vida é difícil, mas tem sempre uma saída.
    É Cruel seguir a minha reta longe do crime.
    Pra quem é Favela a vida ao é igual nos filmes.
    Que o cara chora e sofre depois fica tudo bem.
    Sai lama arruma grana se apaixona por alguém.
    Compra carro compra casa fica rico até umas horas.
    Mais a vida realmente é diferente aqui fora.
    Aqui o chicote estrala e se tiver despreparado.
    Chapa o pote vai roubar e acaba enjaulado.
    Ou pior vira finado, ai já era eu só lamento.
    Se não segurar o Back não tem fortalecimento.
    Então se liga e faça jus a sua patente.
    Você é um guerreiro é nosso herói sobrevivente.
    Indestrutível pique homem de Aço.
    Sobrevive mesmo quando o alimento é muito escasso.
    E vai em frente não se rende não tem guerra perdida.
    Mesmo sem munição ele se vira.
    Esse é o perfil de um guerreiro suburbano.
    Sem emprego ou dinheiro mais tá sempre lutando.
    Indo atrás sem desistir com os pés firmes no caminho.
    Resiste aos ferimentos aos cortes aos espinhos.
    Enche o peito de coragem e continua sua trilha.
    Esse vai ser vencedor não vai cair nas armadilhas jamais.
    A mente dos "Favela" é diferente da dos "Boy"
    Porque a gente sofre e sabe como dói.
    Ir dormir pra esperar a fome passar.
    Ver no armário vazio só contas pra pagar.
    Visão terrível de verdade atormenta.
    Criticar ladrão é fácil quero ver se tu agüentas.
    Viver em meio ao crime sem se envolver.
    Passar dificuldades não ter nem o que comer.
    É ver os vida loca de boa vivendo bem
    Com carango casa Boa e dinheiro sempre tem.
    É cruel vou te falar você nem tá ligado.
    Sair pra trampar vendo os botecos lotados
    De segunda a Segunda sem tempo pra nada.
    E meu dinheiro suado pra muitos é uma piada.
    Quem te viu e quem te vê nem dá pra acreditar.
    Que alguém feito você conseguiu mudar.
    Desse jeito eu me lembro num passado recente.
    Era um dos loucos sempre com bala no pente.
    Envolvidão na função não recusava uma missão.
    Sem falha na caminhada era um bom ladrão.
    Agora só trabalho nem toma mais um goro.
    Não tem tempo pra nada homem de uma mulher só.
    Esse sou eu vai vendo muita gente até já se esqueceu.
    Dos meus tempos de vida loca.
    De calça larga e toca.
    Corrente brinco ouro muito louco.
    Mas ai graças a Deus eu parei

    Comente
    user 300 caracteres restantes. Enviar

    Todas as letras de Mano Crazy

    Publicidade
    Notícias
    Mais notícias »
    Hot Spot
    Top Músicas do Vagalume
    Top 100 »

    As informações deste site são postadas integralmente pelos usuários. É importante dizer que é possível que os dados estejam desatualizados ou incorretos, sendo assim, o Vagalume exime-se de qualquer responsabilidade sobre as informações publicadas.Caso haja interesse em remover ou alterar alguma informação, entre em contato conosco.


    É permitida somente a visualização no site das letras de músicas encontradas aqui, vedada sua reprodução através de quaisquer outros meios (Lei 9610/98).Todas as letras de músicas são propriedade dos seus respectivos autores e divulgadas somente para fins educacionais.All lyrics are property and copyright of their owners. All lyrics are provided for educational purposes only.