Muito mais que só letras de músicas

  • Vagalume
  • A-Z
  • Estilos
  • Top 100
  • Playlists
  • Hot Spots
  • Notícias
  • Play
    PLAY

    Refrão

    Ei mano eu sei bem o que cê quer
    dinheiro, carro ibope e mulher
    Escolhe o seu lado e vai na fé
    A vida me ensinou como é que é
    Se acha que é caô então ja é
    Prefiro ser otário em pé (2x)

    Ah, se elas querem seu dinheiro
    Só lamento João
    Se elas querem sua fama, Adão
    Então
    Presta atenção!

    Ceis tão de vacilação mulher só quer nós pra poder sugar,
    Pra tirar o pouco que tem
    E se ficar sem, ninguém vai te dar.
    No orkut as rata relatam seu prêmio da guerra e divulga nas fotos
    Lancha, ouro, corpo, os bucha que banca, os carro e as motos.

    Otário, cadê seu salário?
    Aposto que a sonsa contou mais um drama!
    Ama, claro que ama!
    Com seu cartão e com outro na cama!

    Seu programa parece novela
    E como atriz concorre ao grammy!
    Finge que goza
    Finge que gosta
    Mano que bosta a vadia até geme!

    Perfume caro, de aroma raro
    E a bolsa da gucci confirma meu faro
    Claro!
    Não tão de bobeira tão sempre na rua caçando um otário!

    Tá certo, bandido, eu digo
    Confesso pra tu que eu não vivo sem xota
    Ao contrário dessas vadias
    Que ainda sem chupam e nem curtem piroca

    Já dizia o ditado de um sábio
    E olha meu caro ele não tava errado
    Mas galinha se passa de santa e te usa de ponte pro outro lado

    Coitado, mano se dizia esperto
    Certo aí, vai vendo
    Falava pra mim que eu tinha complexo, tem nexo,
    Que eu sonhava pequeno
    Desfilava com uma novinha
    Que tava na cara o golpe tramado
    Eu falei mano acorda, é foda e oh, que eu não sou tão bolado.
    Conversa vai, conversa vem
    Esperto demais tomou 5 tiros
    Deixou casa, carro, mesada pra aquela vadia e nada pros filhos.

    Zoológico, é lógico,
    Que é no estilo da selva, ora!
    Toda mina que fica bolada
    Não pensa duas vezes e te bota na bola

    E agora chora
    Né não João?
    Né o Mag que fala demais?!
    Sei que mulher chove
    Mas oh que demais
    Eu to sempre com o meu pé atrás

    Refrão

    Guerreiro, primeiro, fique ligeiro e presta atenção!
    Parceiro, segundo, eu conheço essas putas
    E sei como elas vem na minha mão
    Terceiro, vou ser o primeiro
    A te dar o papo na vacilação
    E quarto é fato evidente
    Subiu pra sua mente
    a sua ambição!

    Mulher né, cê quer?!
    Ué Mag, cê não?!
    Eu não posso bancar o pastor
    Que meu anjo da guarda me joga no chão

    Outro dia parei pra pensar
    E altos bagulho bateram certinho
    Montei um quebra-cabeça
    E depois me lembrei quando eu tava sozinho
    Na rua, com fome, sem roupa, doente
    -Cadê as vadias?
    Coincidência, será que é?
    Mas elas nem me quer hoje em dia

    Tem mano que fala pra mim
    Que a vida é assim mesmo
    Diz continua
    Nem sonham como que é dormir
    Num banco de praça
    E viver na rua

    As vezes me pego no erro
    Com dez vagabunda no rádio, internet
    - Perdendo seu tempo sagrado com essas vadias que vivem de sete?
    Da onde elas vêm, pra onde elas vai?
    Ah e olha que essas minas são tudo rodada, há!
    São tudo arrombada nem sente tesão, nem sente mais nada

    De nada
    Conselho se cobra eu só mando de graça pros manos de fé
    Os bucha que se acha esperto, meu papo é reto, quem disse que não é?
    Otário, eu sei que cê quer né
    Dinheiro, ibope e mulher
    Só olho de longe
    Se lembra de hoje
    Que o seu futuro é queimar em pé

    É só pra quem pode, ingênuo se fode
    Sabe o que eu acho mais esquisito?
    As vacas só ligam durante a semana
    Mas somem geral de quinta a domingo

    Filho, é só lê Provérbios capítulo 10
    A bíblia não mente
    Quer zombar cê fica a vontade
    Se quer tá dizendo que é papo de crente

    Até nego velho na mão de piranha
    Não passa de otário
    E sempre se fode
    Deu mole, meteu 15 gols no brasileiro
    E perdeu no pagode

    Do que é que vale a luta de um homem
    a vida inteira
    e morrer como um fraco?
    Na mão de um outro iludido
    Cego
    Que vai pro mesmo buraco

    Que que adianta?
    Que que cê faz?
    Que que cê canta?
    Cê né ninguém!

    Prestenção, Sansão, que na mão de Dalila cê vale o que tem!

    Comente
    user 300 caracteres restantes. Enviar

    Todas as letras de Mag

    Publicidade
    Notícias
    Mais notícias »
    Hot Spot
    Top Músicas do Vagalume
    Top 100 »

    As informações deste site são postadas integralmente pelos usuários. É importante dizer que é possível que os dados estejam desatualizados ou incorretos, sendo assim, o Vagalume exime-se de qualquer responsabilidade sobre as informações publicadas.Caso haja interesse em remover ou alterar alguma informação, entre em contato conosco.


    É permitida somente a visualização no site das letras de músicas encontradas aqui, vedada sua reprodução através de quaisquer outros meios (Lei 9610/98).Todas as letras de músicas são propriedade dos seus respectivos autores e divulgadas somente para fins educacionais.All lyrics are property and copyright of their owners. All lyrics are provided for educational purposes only.