Muito mais que só letras de músicas

  • Vagalume
  • A-Z
  • Estilos
  • Top 100
  • Playlists
  • Hot Spots
  • Notícias
  • Play
    PLAY

    Sangue latino sim
    O hino ecoa assim
    Lutamos até o fim
    Desde de os meus ancestrais aqui a história se faz
    E o sangue que corre em mim
    É latino sim
    O hino ecoa assim
    Lutamos até o fim
    Aqui a história de faz e o sangue que corre em mim

    Geradas em um solo fértil, bilhões de grãos, de cana, de açúcar
    Energizadas pelo sol que beija, na enchente,
    na seca, a intensa flor que luta
    Pra se manter, radiante em meio a selva
    o império, a miséria, o minério,
    a exploração das nossas matas,
    do pulmão do mundo, nós somos as fadas..
    onça pintada, no confronto pela água.

    Sangue latino sim
    O hino ecoa assim
    Lutamos até o fim, desde os meus ancestrais
    aqui a história se faz
    E o sangue que corre em mim
    É latino sim,
    O hino ecoa assim
    Lutamos até o fim
    Aqui a história de faz e o sangue que corre em mim

    Ritmo cumbia no quadril a Europa respeita
    Carmem Miranda, estereótipo de sulamericana perfeita
    o mundo aceita, mas não engole calado
    esse DNA afro-índio, o sotaque apimentado
    aumenta o libido, olhar marcante, expressivo
    toda latina tem cicatrizes em seu espírito,
    batalhadora, 4 filhos.
    Sonha em ser independente
    Nesse continente, inconsciente,
    ser consciente ou inconsequente?
    Atmosfera transcendente.
    Difícil seguir em frente se o presente é o pente.
    Encaminha essa gente que só,
    se direciona pela mente da presidente, Não entende, mas sente, eu não sou vidente
    Mas vejo paz em meio a guerra, indubitavelmente uma nova era.

    Sangue latino sim
    O hino ecoa assim
    Lutamos até o fim, desde os meus ancestrais
    aqui a história se faz
    E o sangue que corre em mim
    É latino sim,
    O hino ecoa assim
    Lutamos até o fim
    Aqui a história de faz e o sangue que corre em mim

    Reforce a armadura, pois ninguém segura
    Essa enorme cultura, devido à mistura
    Temperatura que transforma, transtorna
    Esse é o nosso tempero
    Pimenta de cheiro, lá no estrangeiro
    Causa desespero, coração ligeiro
    Todas las mujeres sabien lo que quieren
    Con tus pensamientos yo quiero diñero

    Herança física, da necessidade,
    das minhas antepassadas em novos tempos expressam a verdade
    Falsa politica de liberdade, se expressar contra a burocracia?
    É tropa de combate
    Sem lamento, revolucionaria .. eu
    Represento mulher que não comete falha.. o seu
    Principal sustento.. é ser desempregada
    Dia após dia, correria, não falta o leite em casa..
    Rasgando, viela.. erosão, blackout, sertão, chacina, sentinela
    Eis, minha terra, colorida e bela
    Ai.. luiza chao é por vocês a minha guerra!

    Comente
    user 300 caracteres restantes. Enviar

    Todas as letras de Luiza Chao

    Publicidade
    Notícias
    Mais notícias »
    Hot Spot
    Top Músicas do Vagalume
    Top 100 »

    As informações deste site são postadas integralmente pelos usuários. É importante dizer que é possível que os dados estejam desatualizados ou incorretos, sendo assim, o Vagalume exime-se de qualquer responsabilidade sobre as informações publicadas.Caso haja interesse em remover ou alterar alguma informação, entre em contato conosco.


    É permitida somente a visualização no site das letras de músicas encontradas aqui, vedada sua reprodução através de quaisquer outros meios (Lei 9610/98).Todas as letras de músicas são propriedade dos seus respectivos autores e divulgadas somente para fins educacionais.All lyrics are property and copyright of their owners. All lyrics are provided for educational purposes only.