Muito mais que só letras de músicas

  • Vagalume
  • A-Z
  • Estilos
  • Top 100
  • Playlists
  • Hot Spots
  • Notícias
  • Play
    PLAY

    -Cada vez que floreio está marca
    me lembro de um fandango lá no pinhão da serra
    na costa do rio Pelotas
    eu era um peão de estância
    e não sei porque motivo que às vezes não me convidavam
    pra esses bailes, mas como esse era um fandango muito afamado
    resolvi ir de carancho sem ser convidado
    era num sábado quando sol já ia se escondendo
    montei no meu zaino e na marcha troteada
    cortei umas três léguas e meia mais ou menos
    quando cheguei assim numa canhada
    escutei lá embaixo de uma ramada
    uma acordeona que tocava mais ou menos assim.

    -Cheguei na frente do rancho
    pus meu cavalo na soga
    paguei a entrada e entrei
    E fui direto nas bandas dos tocadores
    E o fandango estava fervendo no balanço do vaneirão
    Assim deste jeito:

    -Quando o gaiteiro me viu gritou de lá:
    -"Pegue a gaita Zé Mendes me da uma canja
    toca um pouco que eu preciso dançar com uma prenda
    que faz horas que está me namorando"
    Puxei minha oito baixos e sapequei uma vaneira
    Mais ou menos assim:

    E já resolvi cantar uns versos, e soltei:

    Eu vim aqui sem ninguém convidar
    Mas também sei tocar, sei cantar
    Por gostar muito de baile de rancho
    Eu vim de carancho eu vim de carancho
    Eu vim aqui sem ninguém convidar
    Mas também sei tocar, sei cantar
    Por gostar muito de baile de rancho
    Eu vim de carancho eu vim de carancho

    -O gaiteiro se sumiu na sala
    passou da meia noite me deu uma fome danada
    e já cantei uns versos pro cacheio

    Eu vim aqui não foi só para sofrer
    Eu quero comer eu quero comer
    Eu vim aqui não foi só para sofrer
    Eu quero comer eu quero comer

    -Ai o garçom me trouxer uma bandeja
    com pasteis mas começou a ressecar a goela
    e eu já disse mais uns versos para o garçom:

    Eu vim aqui não foi só para comer
    Eu quero beber eu quero beber
    Eu vim aqui não foi só para comer
    Eu quero beber eu quero beber

    -Aí me trouxeram uma gasosa
    tomei e nisto chegou uma garota
    dessas modernas com uma minissaia
    muito bonita que me perguntou:
    "-Escuta aqui ó gaiteirovai tocar só isso?
    não toca nada do Roberto Carlos?"
    -E eu que não sou muito assustado respondi:
    -Toco senhorita pode aguardar que já sai e soltei:

    -De repente no fandango surge um cara
    de cabelos curtindo uma onda de hippie
    chegou e me disse:
    "-Escuta aqui o bicho corta essa entra
    na minha e larga um som diferente"
    E eu respondi pra ele:
    -Qual que tu que o cara?
    "-Entra numa de beatles"
    -Hã bitles, já sai!
    e soltei de novo:

    -Daí eu já estava cansado
    e o gaiteiro não aparecia
    resolvi cantar uns versos para ele:

    Eu vim aqui não foi só para tocar
    Eu quero dançar, eu quero dançar
    Eu vim aqui não foi só para tocar
    Eu quero dançar, eu quero dançar

    -E o gaiteiro escutou os versos
    largou par e veio e pegou sua
    acordeona e largou quase a mesma:

    -E eu convidei a moça mais linda da sala
    que estava de saia encarnada e sai marcando vaneirão
    e aproveitando embalo cantei um verso no ouvido da prenda:

    Eu vim aqui mas não foi só para dançar
    Eu quero apertar, eu quero apertar
    Eu vim aqui mas não foi só para dançar
    Eu quero apertar, eu quero apertar

    -E a moça me respondeu no pé da letra

    Tu veio aqui mas não pode apertar
    Tu vai apanhar, tu vai apanhar
    Tu veio aqui mas não pode apertar
    Tu vai apanhar, tu vai apanhar

    -E quando olhei assim para um lado
    estava o velho pai da moça com
    uma cara enferuscada que já cantou
    uns versos para mim:

    Tu veio aqui mas tu é muito feio
    Não me facilite que eu te passo o reio
    Tu veio aqui mas tu é muito feio
    Não me facilite que eu te passo o reio

    -E para não apanhar nesse baile
    tive que cantar uns versos para o velho:

    Eu vim aqui mas não cheguei agora
    Se for desse jeito então vou me embora
    Eu vim aqui mas não cheguei agora
    Se for desse jeito então vou me embora

    E o fandango terminou na hora
    Montei no meu zaino e saí porta afora
    E o fandango terminou na hora


    Montei no meu zaino e saí porta afora

    Comente
    user 300 caracteres restantes. Enviar

    Todas as letras de José Mendes

    Publicidade
    Notícias
    Mais notícias »
    Hot Spot
    Top Músicas do Vagalume
    Top 100 »

    As informações deste site são postadas integralmente pelos usuários. É importante dizer que é possível que os dados estejam desatualizados ou incorretos, sendo assim, o Vagalume exime-se de qualquer responsabilidade sobre as informações publicadas.Caso haja interesse em remover ou alterar alguma informação, entre em contato conosco.


    É permitida somente a visualização no site das letras de músicas encontradas aqui, vedada sua reprodução através de quaisquer outros meios (Lei 9610/98).Todas as letras de músicas são propriedade dos seus respectivos autores e divulgadas somente para fins educacionais.All lyrics are property and copyright of their owners. All lyrics are provided for educational purposes only.