Muito mais que só letras de músicas

  • Vagalume
  • A-Z
  • Estilos
  • Top 100
  • Playlists
  • Hot Spots
  • Notícias
  • Play
    PLAY

    MISS FEIÚRA NENHUMA

    Miss feiúra nehuma
    Bonitamente falando
    O nome dela era Miss
    Nomezinho portátil para tanto porte
    Só tinha mesmo um defeito:
    Uma marca de vacina, no braço.
    Tipo mulher, mulheraço
    Belezona de engolir festa
    Por onde passava
    Todos ligavam os seus risores
    Mulheres, meninos, senhores
    Os cabras bestas, cabrabestavam-se todos
    Contaminavam-se todos
    Com o perpétuo chingoso do seu ferrão
    Rebolandíssimamente
    De sapequisse matreira
    Parecia uma forrageira
    De triturar atenção
    Nunca se viu tanta bundalidade
    Ou mesmo nada tão fêmeo
    Arte tão divinatória
    Do mulherame seleto,
    Parecia ser o derradeiro caroço
    Desalvoroçava qualquer alvoroço
    Alvoroçadamente, falavam Zé de Cazuza, e o mestre Chico Dedêz
    Eu vou dizer para vocês
    Pense numa nega boa
    Ela é muito mais que um Seiko
    Muito mais que um Orient
    È bem dizer, um Omega, um Rolex de pessoa
    O corpo dessa danada é mesmo que tititi
    E um punhado de milho no galinheiro da gente
    Ô bicha do rabo quente!
    Ói, nem que eu tivesse dois ‘rim'
    Dois ‘pulmão', dois ‘intistino'
    Um mais grosso e ‘oto' fino
    E dois ‘peitão' na titela
    Eu num dava conta dela
    Eu sou do mato, menino!
    E... pro caboclo do mato
    Paixão num existe não?
    Ora bom basta... deixe estar...
    ‘Cunverseiro' de paixão é combustão de poeta
    O cabra vira é pateta
    Porque falta o ‘principá'
    O dólar, o circulante, a bufunfa,
    O ‘vi metá', o ‘tustãozin', o montante,
    O bronze, a ‘pila', o ‘reá', a ‘caitolina',
    O arame, o bago, a renda,
    O ‘jeton', o pé-de-meia, a maniva,
    O ‘cifrãozin' na saliva, o bagarote e o bom,
    A bolada, o tutuzinho, a pataca no ‘borná'
    O caroço, o numerário, o ‘burrachudo',
    O ‘cacá', o ‘checão' baixando a ripa
    Zé ‘papé' no
    Dinheirama e ‘capitá'
    Nessa ‘cunversinha' bela vai liso pra riba dela
    ‘Pá' tu vê o que é que dá
    Tu sai de lá é lascado que nem um pau de puleiro
    ‘Inda' leva um cacete, uma multa, uma vaia
    E mais um par de ‘cangaia' ‘pá' deixar dessa doidice
    De quando ver uma miss pensar em se apaixonar.

    Comente
    user 300 caracteres restantes. Enviar

    Todas as letras de Jessier Quirino

    Publicidade
    Notícias
    Mais notícias »
    Hot Spot
    Top Músicas do Vagalume
    Top 100 »

    As informações deste site são postadas integralmente pelos usuários. É importante dizer que é possível que os dados estejam desatualizados ou incorretos, sendo assim, o Vagalume exime-se de qualquer responsabilidade sobre as informações publicadas.Caso haja interesse em remover ou alterar alguma informação, entre em contato conosco.


    É permitida somente a visualização no site das letras de músicas encontradas aqui, vedada sua reprodução através de quaisquer outros meios (Lei 9610/98).Todas as letras de músicas são propriedade dos seus respectivos autores e divulgadas somente para fins educacionais.All lyrics are property and copyright of their owners. All lyrics are provided for educational purposes only.