Muito mais que só letras de músicas

  • Vagalume
  • A-Z
  • Estilos
  • Top 100
  • Playlists
  • Hot Spots
  • Notícias
  • Play
    PLAY

    Refrão:

    Eu tô chegando nesse frevo
    (com essa mina eu vou)
    Ice club e redlabel
    (com essa mina eu vooou)
    Eu gosto só do jeito dela
    (com essa mina eu vou)
    Leal Slim e Sentinela
    (com essa mina eu voou)
    E seu decote tão pequeno, hoje vai rolar
    Sentou na mesa openbar, estilo rapstar
    Seu jeito sexy, sexy(flash, flash) vai pro ar
    E no meu corpo seu beijo, marcas de batom

    Eu tô chegando nesse frevo, eu quero mais que só
    aquela
    Tô chegando no frevo, Leal Slim e Sentinela
    Com o melhor do rap nacional a gente não discute
    Tenho elas no meu conceito como uma virtude
    Altos comédia não entende, que tá tudo como é
    Que antes de eu cantar meu rap, eu cantava era mulher
    Já meto os pano grigo e elas vão se acostumando
    Não dou crise de ciúmes se ela tiver namorando
    Se a cena censurar, nois mete no making-off
    Se ela disser tá gostando, repito a mesma dose
    A estratégia já não falha, se tiver no porta-malas
    Umas cornetas e uns papão, e as molas for
    rebaixada(ih)
    Já sei que vai colar(ih)
    Pra nois tá funcionando(ih)
    De Minas à Brasília, todo mundo comentando(ih)
    tá tudo entre família e eu já meto meu RayBan
    Porque se Deus fez as prima é pra gente não pegar as
    irmã

    ((Refrão))

    Na levada ela vem, dançando no baile tomando uma Ice
    Sensual na batida, pegada envolvente, o bass trinca o
    grave
    Se liga no som, o frevo tá bom, pegação geral
    Champagne Chandon, marca de batom, pagação de pau
    É Leal pra servir, se liga é a firma, Minas à
    Brasília
    Um adianto no lado, o plug ligado, sintetizado vinga
    É som de playboy, aqui só dá nois, as pratas de OZ
    Com o jato tunado, as mina do lado, gruda no asfalto
    E o frevo começa e a noite termina, solte as felinas
    As gata no frevo, em alto relevo, vem de cinta-liga
    Só nota de 100 no vai-e-vem rebola também
    Grudou no pescoço, beijo no rosto, vou a mais de cem
    Sem ter compromisso o rap é isso, e nisso eu friso e
    viso
    Balada openbar, à luz do luar, ao estilo gringo
    Se ganho algum talento, pago no ouro, bota pra chapar
    Chacal de Chrysler é correria, pode acreditar

    ((Refrão))

    E a ferveção, a night é crazy e só da louco
    Baile lotado a pista treme, só da minha (Van)
    Grave alucina, é alegria lá das piriguete
    Só label black, vários flash, aro 17
    É muito grave, aí Doutor, Qual a medicação ?
    O som dos gringo sentinela é perca de audição
    Curti a lombra então (vixê moleque)
    Grave pra tremer chão
    Ela se joga, perde a linha som automotivo
    É muita coxa e pouco pano pra um só vestido
    Leal Slim presenciou aquela danadinha
    Que disse que o sonho dela é morar na Hungria
    Noite de sexta, e a novinha vai fazer o quê ?
    Tá decotada, vai pra pixy ou pra AABB
    Ela não paga entrada, conhece a playboizada
    Vira altas madrugadas, bebe e fica chapada

    ((Refrão))

    Comente
    user 300 caracteres restantes. Enviar

    Todas as letras de Hungria

    Publicidade
    Notícias
    Mais notícias »
    Hot Spot
    Top Músicas do Vagalume
    Top 100 »

    As informações deste site são postadas integralmente pelos usuários. É importante dizer que é possível que os dados estejam desatualizados ou incorretos, sendo assim, o Vagalume exime-se de qualquer responsabilidade sobre as informações publicadas.Caso haja interesse em remover ou alterar alguma informação, entre em contato conosco.


    É permitida somente a visualização no site das letras de músicas encontradas aqui, vedada sua reprodução através de quaisquer outros meios (Lei 9610/98).Todas as letras de músicas são propriedade dos seus respectivos autores e divulgadas somente para fins educacionais.All lyrics are property and copyright of their owners. All lyrics are provided for educational purposes only.