Muito mais que só letras de músicas

  • Vagalume
  • A-Z
  • Estilos
  • Top 100
  • Playlists
  • Hot Spots
  • Notícias
  • Play
    PLAY

    Me de outra chance pra que eu possa mudar de vida
    Tirar meus vícios eu sei que eu posso fazer o mais difícil
    Fazer do meu suor um sacrifício pois no lugar onde estou agora
    Minhas bitucas caem pro precipício
    Eu to pra me jogar já faz algum tempo mas
    Se eu me jogar quem que vai me segurar?
    Se eu me arrepender ou se eu me arrebentar
    Não tem ninguém pra me ajudar (Não vai ter volta)
    Não vai ter outra chance pra provar que você era capaz
    De fazer o que não estava ao seu alcance
    Pois sempre se falou de paz sempre quis ter sua paz
    Mas só esperava mano antes de parar, cansa

    E o que iria brotar na mente de quem desistiu de tentar
    Quem plantou, largou, deixou a chuva afogar
    Não a qualquer se quer, quem sabe uma segunda chance (2x)

    Hoje eu escapei dos escombros, massagem aos ombros
    Que me aliviam do que fui, do que sou, do que fomos
    Vejam fugir os pombos, e nas paredes os rombos
    Tombos que levamos e ambos somos da culpa seus donos
    Dentro do casamento um sopro pro tormento
    Momento sinto o relento que vai embora com suas ambições
    Assim frações que simplificam documento hoje o refém do dia a dia
    Se apaixona por imperfeições
    Me deixa falar dessa vida, pouca vida mas vivida
    Que festejam a entrada e de alguns a saída
    Desperdicei algo na vinda
    Não apostaria, não duvidaria, não causando outra partida
    O inesperado as vezes é como um espelho que te mostra o verdadeiro
    Mas nem sempre isso adianta
    Hoje eu sei da consequência mas não vejo consciência
    Porque eu vejo cegos estragando plantas

    estr.. estragando plantas!

    A maldade veio em minha porta
    Veio aqui me visitar, me lembrar de ideia torta
    Fico uma cota na minha bota e me fez pensar direito
    Que eu espancasse quem faltasse com respeito
    Se eu tivesse outra chance mudasse o meu conceito
    Fiquei mas imperfeito é o que ela tem
    Tenta, tenta
    Tenta me cegar como uma venda, entenda não é atoa
    Que ela tenta é do meu corpo que se alimenta

    E o que iria brotar na mente de quem desistiu de tentar
    Quem plantou, largou, deixou a chuva afogar
    Não a qualquer se quer, quem sabe uma segunda chance (2x)

    Tolo acostumado com colo só falo
    Porque um embalo pode te guiar pro ralo é claro
    Exploro cada milimetro em decibéis não paro
    Talvez com anticorpos pra cupim
    Não existe meu caro, ta claro assim
    Eu sei o que é melhor pra nós e você sabe o que é melhor pra mim
    Viro as páginas do livro sem perder a atenção quando chegar no fim
    Plante uma árvore no chão
    Que é de terra se for preciso a gente berra
    O patrão acampa com a sua mente de pós guerra
    Rumo À quarta mundial você nem viu a terceira
    Besteira é ficar assistindo sentado na cadeira
    Com a verdade que te guia
    Não ria na beira do rio
    Pois o Brasil nunca honrou sua bandeira
    Então vai, cheira, bebe, fuma
    Aluga algum ouvinte
    Mas a vida passa rápido depois que chega aos 20..

    Comente
    user 300 caracteres restantes. Enviar

    Todas as letras de Haikaiss

    Publicidade
    Notícias
    Mais notícias »
    Hot Spot
    Top Músicas do Vagalume
    Top 100 »

    As informações deste site são postadas integralmente pelos usuários. É importante dizer que é possível que os dados estejam desatualizados ou incorretos, sendo assim, o Vagalume exime-se de qualquer responsabilidade sobre as informações publicadas.Caso haja interesse em remover ou alterar alguma informação, entre em contato conosco.


    É permitida somente a visualização no site das letras de músicas encontradas aqui, vedada sua reprodução através de quaisquer outros meios (Lei 9610/98).Todas as letras de músicas são propriedade dos seus respectivos autores e divulgadas somente para fins educacionais.All lyrics are property and copyright of their owners. All lyrics are provided for educational purposes only.