Muito mais que só letras de músicas

  • Vagalume
  • A-Z
  • Estilos
  • Top 100
  • Playlists
  • Hot Spots
  • Notícias
  • Play
    PLAY

    Eu passo os dias vendo a álbum de retratos
    Com a viola nos braços, eu e ela e a solidão
    Mas eu não era esse ser amargurado
    Quando tangia o gado na estradinha do varjão

    A vida deixa de ser mãe pra ser madrasta
    Quando a gente se afasta do barro do nosso chão
    Parece que vai esquecendo no caminho,
    A cada passo um pedacinho do partido coração

    Eu vou chorando todo dia, toda hora
    Dessa vez eu vou embora encontrar minha raiz
    Eu sou caipira, sou do mato, sou caipora
    E por Deus, Nossa Senhora, lá eu era mais feliz

    Adeus saudade, tô voltando pro regato
    Feito um bom bicho do mato, tô voltando pra ficar
    Onde é que está o meu pomar carregadinho
    De goiaba e passarinho, onde eu ia cochilar

    A bença vô, a bença vó, filhos na mesa
    Recheada de riqueza que a terra sempre deu
    Bom dia vento, boa noite tempestade,
    Que ao contrário da cidade, traz fartura lá do céu

    Comente
    user 300 caracteres restantes. Enviar

    Todas as letras de Padre Fábio de Melo

    Publicidade
    Notícias
    Mais notícias »
    Hot Spot
    Top Músicas do Vagalume
    Top 100 »

    As informações deste site são postadas integralmente pelos usuários. É importante dizer que é possível que os dados estejam desatualizados ou incorretos, sendo assim, o Vagalume exime-se de qualquer responsabilidade sobre as informações publicadas.Caso haja interesse em remover ou alterar alguma informação, entre em contato conosco.


    É permitida somente a visualização no site das letras de músicas encontradas aqui, vedada sua reprodução através de quaisquer outros meios (Lei 9610/98).Todas as letras de músicas são propriedade dos seus respectivos autores e divulgadas somente para fins educacionais.All lyrics are property and copyright of their owners. All lyrics are provided for educational purposes only.