Muito mais que só letras de músicas

  • Vagalume
  • A-Z
  • Estilos
  • Top 100
  • Playlists
  • Hot Spots
  • Notícias
  • Entrevista

    03/02/2012

    Desde que apareceu em meados da década passada Roberta Sá se firmou como uam das cantoras mais interessantes da nova geração. Nada mal para quem apareceu para o país como participante do "Fama" - a tentativa da Globo de fazer um programa como o "American Idol".
    Identificada a princípio como cantora de sambas, Roberta Sá está lançando "Segunda Pele" seu quarto disco de estúdio onde resolveu expandir a sua área de alcance com belos resultados. Nessa entrevista exclusiva ela conta pro Vagalume um pouco sobre essa sua nova fase.

    "Lua" a primeira música do novo disco causa uma grande surpresa para quem conhecia seus discos anteriores com o clima quase camerístico. Como veio essa mudança de rumo?


    Eu sempre adorei essa música. Rodrigo Campello e eu chamamos o Mário Adnet pra fazer os arranjos de sopro que dão um clima de encantamento, que é justamente o assunto da canção.



    Você não temeu causar certa estranheza no seu público?


    Divulgação
    Roberta Sá letras
    "As experiências que temos na vida fazem parte do nosso aprendizado"

    Acho que meu público acharia estranho se eu ficasse me repetindo, fazendo o mesmo disco sempre.



    Como você selecionou o repertório para o disco?


    Encontrando com os compositores, conversando com eles...



    É legal ver nomes como o de Rubinho Jacobina e Moreno Veloso entre os compositores. Você tem bastante contato com esse pessoal do Rio?


    Menos do que eu gostaria! A vida é muito corrida. Mas os dois me mostraram suas canções ao vivo.



    Além de "A Brincadeira" que tem entre os compositores Moreno Veloso, você também regravou Deixa Sangrar do Caetano (o pai do Moreno)) que ficou famosa na voz de Gal Costa. Por que escolheu essa música em particular?


    www.robertasa.com.br
    Roberta Sá letras
    A cantora em 2009

    Adoro os frevos do Caetano. Chuva é maravilhosa também. Deixa Sangrar eu cantava num baile pré-carnavalesco que eu fazia no clube dos Democráticos com o Zé Renato e o Trio Madeira Brasil em 2005 e 2006. Sempre quis gravar e nunca conseguia encaixar nos discos. Até que chegou a hora!



    Você colocou alguns sambas no disco. Só que curiosamente quando a gente vai ouvir a versão de "No Arrebol" do Wilson Moreira a gente é surpreendido por uma versão reggae da música. De onde veio essa ideia?


    Essa música é um jongo. A versão que o Seu Wilson Moreira me deu numa fita, já tinha essa levada maravilhosa. Depois eu fiquei sabendo que já era do trabalho que ele tinha com o Negreiros e com o Suzanno chamado "Baticum".



    O disco também tem uma música do Jorge Drexler. Como foi dividir o microfone com ele? Foi sua primeira gravação em outra língua. Você ficou nervosa com isso?


    Não fiquei nervosa com nada nesse disco. Quando a gente vai gravar uma canção, a gente conta com o risco de não ficar boa. Aí é só não entrar no disco. Ninguém vai morrer por causa disso! Amei trabalhar com o Drexler. Além de um compositor sensacional, ele é um lord! Corrigiu duas palavrinhas do meu espanhol e pronto! Trabalho com pessoas muito profissionais e competentes o que me deixa muito segura sempre.



    Ser artista nesses dias de internet é muito complicado? Você é daquelas que gosta do modelo atual ou de vez em quando fica pensando em como seria ter uma carreira nas décadas passadas?


    Divulgação
    Roberta Sá letras
    Em foto para divulgar o novo disco

    Acho (essa coisa de) olhar para o passado com nostalgia uma grande bobagem. Eu vivo hoje, faço musica hoje. A internet é uma ferramenta poderosa, se você souber usar. Não tenho do que reclamar!



    Você também participou de um reality show musical (O Fama da Rede Globo). Como encara hoje essa decisão? Faria a mesma coisa se pudesse voltar no tempo?


    Faria tudo exatamente igual. As experiências que temos na vida fazem parte do nosso aprendizado.



    Como serão os shows da nova turnê? Já dá pra adiantar alguma coisa?


    Serão animados! A banda é sensacional e o clima nos ensaios é de pura alegria. Música acontecendo.






    As informações deste site são postadas integralmente pelos usuários. É importante dizer que é possível que os dados estejam desatualizados ou incorretos, sendo assim, o Vagalume exime-se de qualquer responsabilidade sobre as informações publicadas.Caso haja interesse em remover ou alterar alguma informação, entre em contato conosco.


    É permitida somente a visualização no site das letras de músicas encontradas aqui, vedada sua reprodução através de quaisquer outros meios (Lei 9610/98).Todas as letras de músicas são propriedade dos seus respectivos autores e divulgadas somente para fins educacionais.All lyrics are property and copyright of their owners. All lyrics are provided for educational purposes only.