Muito mais que só letras de músicas

  • Vagalume
  • A-Z
  • Estilos
  • Top 100
  • Playlists
  • Hot Spots
  • Notícias
  • Play
    PLAY

    O chefe da polícia
    Pelo telefone manda me avisar
    Que com alegria
    Não se questione para se brincar

    Ai, ai, ai
    É deixar mágoas pra trás, ó rapaz
    Ai, ai, ai
    Fica triste se és capaz e verás

    Tomara que tu apanhe
    Pra não tornar fazer isso
    Tirar amores dos outros
    Depois fazer teu feitiço

    Ai, se a rolinha, sinhô, sinhô
    Se embaraçou, sinhô, sinhô
    É que a avezinha, sinhô, sinhô
    Nunca sambou, sinhô, sinhô
    Porque este samba, sinhô, sinhô
    De arrepiar, sinhô, sinhô
    Põe perna bamba, sinhô, sinhô
    Mas faz gozar, sinhô, sinhô

    O "peru" me disse
    Se o "morcego" visse
    Não fazer tolice
    Que eu então saísse
    Dessa esquisitice
    De disse-não-disse

    Ah! ah! ah!
    Aí está o canto ideal, triunfal
    Ai, ai, ai
    Viva o nosso carnaval sem rival

    Se quem tira o amor dos outros
    Por deus fosse castigado
    O mundo estava vazio
    E o inferno habitado

    Queres ou não, sinhô, sinhô
    Vir pro cordão, sinhô, sinhô
    É ser folião, sinhô, sinhô
    De coração, sinhô, sinhô
    Porque este samba, sinhô, sinhô
    De arrepiar, sinhô, sinhô
    Põe perna bamba, sinhô, sinhô
    Mas faz gozar, sinhô, sinhô

    Quem for bom de gosto
    Mostre-se disposto
    Não procure encosto
    Tenha o riso posto
    Faça alegre o rosto
    Nada de desgosto

    Ai, ai, ai
    Dança o samba
    Com calor, meu amor
    Ai, ai, ai
    Pois quem dança
    Não tem dor nem calor
    O chefe da polícia
    Com toda carícia
    Mandou-nos avisá
    Que de rendez-vuzes
    Todos façam cruzes
    Pelo carnavá!...

    Em casas da zona
    Não entra nem dona
    Nem amigas sua
    Se tem namorado
    Converse fiado
    No meio da rua.

    Em porta e janela
    Fica a sentinela
    De noite e de dia;
    Com as arma embalada
    Proibindo a entrada
    Das moça vadia

    A lei da polícia
    Tem certa malícia
    Bastante brejeira;
    O chefe é ranzinza
    No dia de \"cinza\"
    Não quer zé-pereira!

    Coro (civis)

    Me dá licença, não dou, não dou
    Faça favô, não dou, não dou
    Pra residença, não dou, não dou
    Com pressa vou, não dou, não dou

    Coro (madamas)

    Do chefe é orde? não vou, não vou
    Sua atrevida, não vou, não vou
    Entrar não pode, não vou, não vou
    Vá pra avenida, não vou, não vou.

    Comente
    user 300 caracteres restantes. Enviar

    Todas as letras de Donga

    Publicidade
    Notícias
    Mais notícias »
    Hot Spot
    Top Músicas do Vagalume
    Top 100 »

    As informações deste site são postadas integralmente pelos usuários. É importante dizer que é possível que os dados estejam desatualizados ou incorretos, sendo assim, o Vagalume exime-se de qualquer responsabilidade sobre as informações publicadas.Caso haja interesse em remover ou alterar alguma informação, entre em contato conosco.


    É permitida somente a visualização no site das letras de músicas encontradas aqui, vedada sua reprodução através de quaisquer outros meios (Lei 9610/98).Todas as letras de músicas são propriedade dos seus respectivos autores e divulgadas somente para fins educacionais.All lyrics are property and copyright of their owners. All lyrics are provided for educational purposes only.