Muito mais que só letras de músicas

  • Vagalume
  • A-Z
  • Estilos
  • Top 100
  • Playlists
  • Hot Spots
  • Notícias
  • Play
    PLAY

    ((Gabi))
    Vou te contar uma história de um amigo meu
    Que se meteu nas drogas e um dia se fudeu
    O dinheiro que ele tinha se acabou
    Hoje na miséria
    Não tem nenhum valor

    Fazer o que se ele quis procurou e achou?
    Esse lado não tem volta para muitos que nele entrou
    Fuma, cheira, injeta, passa
    Manda um beck
    Uma cachaça

    Sua vida é uma desgraça
    Só por causa da ..

    Fumaça que cega
    Fumaça que pira
    Fumaça maluca que deixa legal
    E ao mesmo tempo um débil mental
    Vai lá sangue bom
    Aperta um então
    Do jeito que vc tá indo
    Seu futuro é um caixão
    Espero que um dia vc possa refletir
    Sobre a vida q tu leva
    E o caminho a seguir

    [refrão]*
    Aah .. a vida é assim
    Sobrevivendo nessa guerra sem fim
    Eu vou caindo e levantando com gás
    Seguindo em frente
    Querendo mais

    ((Pedro))
    Falar é fácil pra quem não vive nessa situação
    Sem saber se amanhã estará vivo ou não
    Felizmente sigo o meu caminho
    Na rua aprendi a me virar sozinho

    Tento parar, não consigo deixar
    Depois da primeira não dá pra para
    O começo foi bom, deu até pra levar
    Agora tá foda eu quero parar

    Parar de usar
    Parar de fumar
    Parar de injetar
    Parar de comer
    Parar de beber
    Parar de sofrer
    Parar de viver
    Eu quero morrer ..

    Não sei se morrer é a solução
    Menos um viciado pode ser até bom
    Para aqueles que acham que vício é opção
    Fique sabendo, vício é compulsão

    Você não controla seus pensamentos
    Pensa na droga a todo momento
    Sua vida é só sofrimento
    Não passa de um simples tormento

    Na intenção de usar você chega a pedir
    Chega a implorar, chega a roubar, chega matar
    Chega de papo eu tô muito doido
    Eu quero cheirar!

    Mas da última vez eu peguei sem pagar
    Eu vou dar um jeito, vou ter que assaltar
    Por que tô aqui? Por que fui entrar?
    Agora f*deu eles vão me matar

    [refrão]*

    ((Ramon))
    Cadê aquele maluco, rapá?
    Que veio aqui cheirou sem pagar
    (Tá lá embaixo)
    Então vamos lá cobrar!

    Ele tá achando que isso aqui é zona
    Que pode pintar e bordar?
    Tá sujando o nome da firma
    E eu que vou ter que limpar

    Limpar ou sujar
    Não sei nem o que vou falar
    Só sei que vou ter que botar o fuzil pra cantar
    Ele tem que saber, eu tenho um nome a zelar
    Eu não sou dentista, mais sou da boca S/A

    Isso aqui é como um jogo de sorte ou azar
    Hoje é a vez dele e algum dia a minha vai chegar
    Essa vida não é fácil, é ruim de aturar
    Mas se Deus quiser, espero não rodar

    Mudando se assunto ..
    Citando futuro .. presunto
    Ele deu mole vamo ter que chegar junto

    É matar ou morrer
    Você pode escolher
    Se tu fica .. ele te vê
    Se tu corre .. ele vai te comer

    Mas pega lá o isqueiro
    Arranja gasolina
    Que hoje vai ter churrasco na esquina

    Não vai ter carne de porco
    E nem carne bovina
    É carne de caloteiro
    Cherador de cocaína

    (Vambora)
    (Tô indo)
    Demorô então, vamo lá!
    Tá tudo preparado é só finalizar

    (Chegamos)
    É isso ae ..
    Demorô .. pega a pistola
    Quando ele abrir a porta, descarrega e vamos embora

    toc toc toc
    (Quem é?)
    (É a gente)
    Se liga galera no bote da serpente
    Aaaaaaaaaaaaaahhhh!!

    Serviço completo
    Agora está certo
    Pega a gasolina
    E mete fogo até o teto

    Agora fechou
    Menos um devedor
    Menos um problema
    Menos um K.O.

    [refrão]*

    ((Gabi))
    Eu falei com ele, ele não quis escutar
    Eu disse pra ele parar, que assim não ia dar
    Ele não ia agüentar
    Mas ele não me ouviu e continuou a cherar

    Hoje ele morreu
    Sem saber porque viveu
    Não sei mais o que falar
    Só me resta lamentar

    Sua mãe enlouqueceu
    Seu pai desapareceu
    Sua família revoltada
    Hoje tem raiva de Deus

    Todos vivem a perguntar
    Porque ele foi cheirar
    E sem ter o que responder
    Eu começo a me chorar

    Mas pra eu me alegrar
    Eu começo a recordar
    Dos momentos felizes
    Em que ele estava lá

    Cantando, brincando
    Sorrindo, jogando
    Amando, pulando
    Correndo, zuando

    Mas zoava diferente
    De uam forma envolvente
    Era apenas um menino,
    Apenas adolescente

    Que começou isso só
    Pra se sentir bem
    Seu futuro era grande
    Ele queria ser alguém

    Por isso meu amigo
    Se liga no que eu digo
    Faça o que eu faço
    Faça o que eu digo

    Não seja influenciado
    Um simples baseado
    Pode tornar a sua vida
    A um completo estrago

    Siga o seu caminho
    Escreva a sua história
    A vida é muito curta
    Não jogue ela fora ..

    [refrão]*

    Comente
    user 300 caracteres restantes. Enviar

    Todas as letras de Diwali

    Publicidade
    Notícias
    Mais notícias »
    Hot Spot
    Top Músicas do Vagalume
    Top 100 »

    As informações deste site são postadas integralmente pelos usuários. É importante dizer que é possível que os dados estejam desatualizados ou incorretos, sendo assim, o Vagalume exime-se de qualquer responsabilidade sobre as informações publicadas.Caso haja interesse em remover ou alterar alguma informação, entre em contato conosco.


    É permitida somente a visualização no site das letras de músicas encontradas aqui, vedada sua reprodução através de quaisquer outros meios (Lei 9610/98).Todas as letras de músicas são propriedade dos seus respectivos autores e divulgadas somente para fins educacionais.All lyrics are property and copyright of their owners. All lyrics are provided for educational purposes only.