Muito mais que só letras de músicas

  • Vagalume
  • A-Z
  • Estilos
  • Top 100
  • Playlists
  • Hot Spots
  • Notícias
  • PLAY

    The Sacrilegious Scorn
    Have I not Been too long
    in your shadows of invention and creation?
    As I rightfully behold the flesh
    Fear of the conscious mind will have you facing away

    My word and world holds ground and is real
    Your world is like floods of poisoned water
    A language spoken with spit from different tongues

    It all seems like an eternity
    This battle between us two
    "Good and evil, Me and you"
    Time has come to step up
    And take back what you took from me

    My word and world holds ground and is real
    Your world is like floods of poisoned water
    A language spoken with spit from different tongues
    You can never corrupt me again!

    Time has come to step up
    and take back what you took from me

    You can never corrupt me again!

    I protect every man guilty of sin
    The ultimate sin being me, The vapour from the plague
    That infested my mind, body and soul
    Obscured my view from wisdom
    The mist that had me wonder in resentment cleared
    And troubles me no more!

    Have I not Been too long
    in your shadows of invention and creation?
    As I rightfully behold the flesh
    Fear of the conscious mind will have you facing away

    You can never corrupt me again... !
    The Sacrilegious Scorn (traduçao)
    Eu não tenho estado tempo demais
    Em suas sombras de invenção ecriação?
    Como eu legitimamente vejo a carne
    O temor da mente ciente fará você desviar o olhar

    Minha palavra e meu mundo são sólidos e são reais
    Seu mundo é como inundações de água envenenada
    Uma linguagem falada com cuspe de diversas línguas

    Tudo parece durar pra sempre
    Esta batalha entre nós dois
    "Bem e Mal, eu e você"
    Chegou a hora de ir mais além
    E tomar de volta o que você tomou de mim

    Minha palavra e meu mundo são sólidos e são reais
    Seu mundo é como inundações de água envenenada
    Uma linguagem falada com cuspe de diversas línguas
    Você não poderá me corromper outra vez!

    Chegou a hora de ir mais além
    E tomar de volta o que você tomou de mim

    Você não poderá me corromper outra vez!

    Protejo cada homem culpado de pecado
    O pecado final sendo meu, o vapor da praga
    Infestou minha mente, corpo e espírito
    Escureceu minha visão de sabedoria
    A névoa que fez-me auto perguntar, com certo ressentimento
    Mas não me preocupa mais!

    Eu não tenho estado tempo demais
    Em suas sombras de invenção ecriação?
    Como eu legitimamente vejo a carne
    O temor da mente ciente fará você desviar o olhar

    Você não irá me corromper outra vez



    Comente
    user 300 caracteres restantes. Enviar

    Todas as letras de Dimmu Borgir

    Publicidade
    Notícias
    Mais notícias »
    Hot Spot
    Top Músicas do Vagalume
    Top 100 »

    As informações deste site são postadas integralmente pelos usuários. É importante dizer que é possível que os dados estejam desatualizados ou incorretos, sendo assim, o Vagalume exime-se de qualquer responsabilidade sobre as informações publicadas.Caso haja interesse em remover ou alterar alguma informação, entre em contato conosco.


    É permitida somente a visualização no site das letras de músicas encontradas aqui, vedada sua reprodução através de quaisquer outros meios (Lei 9610/98).Todas as letras de músicas são propriedade dos seus respectivos autores e divulgadas somente para fins educacionais.All lyrics are property and copyright of their owners. All lyrics are provided for educational purposes only.