Muito mais que só letras de músicas

  • Vagalume
  • A-Z
  • Estilos
  • Top 100
  • Playlists
  • Hot Spots
  • Notícias
  • PLAY


    PROGÊNIES DO GRANDE APOCALIPSE

    A batalha se alastrou incessantemente
    Abastecida pelo veneno do ódio pelo homem
    Consistentemente, sem os olhos para ver
    Por aqueles que se divertem no esgoto igualmente

    Nós, a prosperidade do futuro marcado
    Ocultos pelos trovões do vento norte
    Nascidos para captar a essência
    Das trilhas de nossa espécie

    repita 1º e 2º verso

    Tolerância zero deve continuar
    Atrás da linha do inimigo
    Assim será escrito
    E assim será feito

    Descubra e conceba a riqueza secreta
    E transmita-a para a sua criação
    Torne-se sua própria congregação
    Meça a soberania de seu avigoramento

    Nós, que não negamos o animal de nossa natureza
    Nós, que ansiamos para preservar nossa libertação
    Nós, que enfrentamos a escuridão em nossos corações
    Com um fogo solene
    Nós, que aspiramos à verdade e perseguimos sua força

    Não somos nós o prodígio indiscutível da guerra?
    Temendo toda a mediocridade que eles possuem
    Não deveríamos caçar os bastardos
    Com nosso poder
    Reforçar e reivindicar o trono que legalmente é nosso?


    Considere deus
    Poderíamos estar sem a graça
    De uma vez por todas
    Diminua o sub princípio
    e deixe seus vestígios tóxicos
    De uma vez por todas


    por Gatekeeper
    Progenies Of The Great Apocalypse (tradução) (tradução)
    PROGÊNIES DO GRANDE APOCALIPSE

    A batalha se alastrou incessantemente
    Abastecida pelo veneno do ódio pelo homem
    Consistentemente, sem os olhos para ver
    Por aqueles que se divertem no esgoto igualmente

    Nós, a prosperidade do futuro marcado
    Ocultos pelos trovões do vento norte
    Nascidos para captar a essência
    Das trilhas de nossa espécie

    repita 1º e 2º verso

    Tolerância zero deve continuar
    Atrás da linha do inimigo
    Assim será escrito
    E assim será feito

    Descubra e conceba a riqueza secreta
    E transmita-a para a sua criação
    Torne-se sua própria congregação
    Meça a soberania de seu avigoramento

    Nós, que não negamos o animal de nossa natureza
    Nós, que ansiamos para preservar nossa libertação
    Nós, que enfrentamos a escuridão em nossos corações
    Com um fogo solene
    Nós, que aspiramos à verdade e perseguimos sua força

    Não somos nós o prodígio indiscutível da guerra?
    Temendo toda a mediocridade que eles possuem
    Não deveríamos caçar os bastardos
    Com nosso poder
    Reforçar e reivindicar o trono que legalmente é nosso?


    Considere deus
    Poderíamos estar sem a graça
    De uma vez por todas
    Diminua o sub princípio
    e deixe seus vestígios tóxicos
    De uma vez por todas


    por Gatekeeper



    Comente
    user 300 caracteres restantes. Enviar

    Todas as letras de Dimmu Borgir

    Publicidade
    Notícias
    Mais notícias »
    Hot Spot
    Top Músicas do Vagalume
    Top 100 »

    As informações deste site são postadas integralmente pelos usuários. É importante dizer que é possível que os dados estejam desatualizados ou incorretos, sendo assim, o Vagalume exime-se de qualquer responsabilidade sobre as informações publicadas.Caso haja interesse em remover ou alterar alguma informação, entre em contato conosco.


    É permitida somente a visualização no site das letras de músicas encontradas aqui, vedada sua reprodução através de quaisquer outros meios (Lei 9610/98).Todas as letras de músicas são propriedade dos seus respectivos autores e divulgadas somente para fins educacionais.All lyrics are property and copyright of their owners. All lyrics are provided for educational purposes only.