Muito mais que só letras de músicas

  • Vagalume
  • A-Z
  • Estilos
  • Top 100
  • Playlists
  • Hot Spots
  • Notícias
  • Play
    PLAY

    Fartei-me da imagem estampada na zona onde habito
    Não quero ser um do ciclo a contribuir na degradação
    do sítio
    Nunca tive nada de mão beijada mas beijo a mão que me
    deu tudo
    Que quase fechou os olhos para que um dia os meus os
    pudesse abrir ao mundo
    Há quem desde nascença tenha assegurado o couro
    Nasci em berço de ferro mas fui embalado em braços de
    ouro
    Periferia é campo de batalha, luta-se por moedas e
    notas
    A guerra é a mesma, a minha tática é que é diferente
    das dos tropas
    A vida é amarga, mas tu vê se não te queimas
    Quando descobrires que em cada esquina existe uma loja
    de goluseimas
    Tu ainda és fedelho, eu dou-te um conselho
    Nunca proves o chocolate que vês refundido nas calças
    do teu irmão mais velho
    Porque, há tentações que provocam sempre um desleixo
    Putos têm bicicletas que os pais pegam para ir ao
    Aleixo
    Roda dos milhões para traficantes porque essa gente
    não acorda
    Para ver que os filhos dependem deles e eles dependem
    de droga
    Gajos valorizam-se ao inferiorizarem mulheres com
    comportamentos de bois
    Mas habitualmente os papéis invertem-se nove meses
    depois
    Homens de atitudes, neste mundo são poucos
    Tu nunca procures o respeito faltando ao respeito aos
    outros
    Trabalha para te alimentares da entrada à sobremesa
    E nunca, roubes a outrém aquilo que ele põe sobre a
    mesa
    Tu, ama quem te ama e eu afirmo-te com firmeza
    não é preciso seres um príncipe para faze-la sentir
    uma princesa


    Refrão:
    O que te envolve, tu pões em questão
    Quando vês que estão descendentes inocentes a pagar
    juros pela tua acção
    São necessários actos firmes que sirvam como
    indicação
    Age como inspiração! Tu? Reprograma a acção!

    O desemprego é a caracteristica do meu universo
    diário
    Opus-me à estátistica da zona e foquei-me num curso
    universitário
    Eu disse: não vou correr o risco, ele não corre ao
    meu ritmo
    Eu sei o que é dar o maximo do corpo para ganhar um
    ordenado mínimo
    Se não tens faz por tê-lo, a dica é classica
    Em veroes não tenho protector na pele mas oleo de
    afinaçao da maquina
    Eu não quero coisas grandes com comportamento de Zé
    Pequeno
    Prefiro agir como Zé Povinho mas valorizar tudo o que
    tenho
    Eu dir-te-ei quem és se me disseres com quem andas
    Tangas! Tirei influências convivo com os piores
    capangas
    Nunca precisei de speeds para correr atrás do que
    queria
    Ou de drogas leves para atenuar pesos pesados fardos
    do dia a dia
    Vejo tanta, faca na mão quando preciso de uma mão
    amiga
    Eu sei a que campainhas tocar quando precisar de
    companhia
    Não me acho mais do que outrém era estúpido ter essa
    ideia
    Afinal aquilo que sou é um pedaço de cada um que me
    rodeia


    Refrão:
    O que te envolve, tu pões em questão
    Quando vês que estão descendentes inocentes a pagar
    juros pela tua acção
    São necessários actos firmes que sirvam como
    indicação
    Age como inspiração! Tu? Reprograma a acção!


    Eu sei que há casas onde não se ouvem palavras
    bonitas
    E que a solidão faz com que o silêncio diga coisas
    esquisitas
    Gostas de livro de histórias mas não é nelas que
    acreditas
    Tens bons pés para a bola mas a vida fez-te mais
    fintas
    Porque o infortúnio é fodido, toma-nos de assombro
    A ilusão é como taxi anda às voltas, para aumentar o
    tombo
    Ao amar percebi que o amor, é algo indefinido
    E que não há cola 3 que consiga colar um coração
    partido
    Há um, amo-te para sempre, sempre que alguém difrente
    se ama
    E não é, com outros cheiros que tiras o antigo da
    cama
    Pessoas dão-se a conhecer com fotos cheias de boa
    vibe
    Para mim amigos vêm de convívio eu não os fiz num hi5
    À minha irma todos os dias ponho sonhos no bolso
    Digo-lhe que a terra é um trampolim, as nuvens de
    algodão doce
    E assim vou mantendo a inocência de uma criança
    curiosa
    Que debaixo de céus cinzentos preserva sonhos cor de
    rosa
    A minha ambição na vida, é uma coisa única
    Fazer música de rua e levá-la à Casa da Música
    Ideologias que tenho eu vou-me esforçar para
    mantê-las
    Deixei de olhar para o céu porque estou rodeado de
    estrelas


    Refrão:
    O que te envolve, tu pões em questão
    Quando vês que estão descendentes inocentes a pagar
    juros pela tua acção
    São necessários actos firmes que sirvam como
    indicação
    Age como inspiração! Tu? Reprograma a acção!


    Fazer música de rua e levá-la ..

    À casa da música !

    Comente
    user 300 caracteres restantes. Enviar

    Todas as letras de Deau

    Publicidade
    Notícias
    Mais notícias »
    Hot Spot
    Top Músicas do Vagalume
    Top 100 »

    As informações deste site são postadas integralmente pelos usuários. É importante dizer que é possível que os dados estejam desatualizados ou incorretos, sendo assim, o Vagalume exime-se de qualquer responsabilidade sobre as informações publicadas.Caso haja interesse em remover ou alterar alguma informação, entre em contato conosco.


    É permitida somente a visualização no site das letras de músicas encontradas aqui, vedada sua reprodução através de quaisquer outros meios (Lei 9610/98).Todas as letras de músicas são propriedade dos seus respectivos autores e divulgadas somente para fins educacionais.All lyrics are property and copyright of their owners. All lyrics are provided for educational purposes only.