Muito mais que só letras de músicas

  • Vagalume
  • A-Z
  • Estilos
  • Top 100
  • Playlists
  • Hot Spots
  • Notícias
  • Play
    PLAY

    Quem ver aquele poeta
    Falar sobre a dor alheia
    É capaz de não crer
    Que de dor ele tem
    A própria vida cheia
    Enquanto ele vai falando
    De um amor que o amigo perdeu
    Vai calar no próprio peito
    As dores que já sofreu
    Não se julga ninguém pela fisionomia
    Um sorriso nos lábios não que dizer alegria
    Uns sabem sofrer
    Ao suportar a maior dor
    Outros dão cabo da vida por um falso amor
    Em cada coração há algo oculto
    Um ciúme banal ou crime de grande vulto
    E o poeta vai falando sem parar
    Embora muitos desejem fazê-lo calar



    (Postado por Cláudio Cleudson)

    Comente
    user 300 caracteres restantes. Enviar

    Todas as letras de Dalva de Oliveira

    Publicidade
    Notícias
    Mais notícias »
    Hot Spot
    Top Músicas do Vagalume
    Top 100 »

    As informações deste site são postadas integralmente pelos usuários. É importante dizer que é possível que os dados estejam desatualizados ou incorretos, sendo assim, o Vagalume exime-se de qualquer responsabilidade sobre as informações publicadas.Caso haja interesse em remover ou alterar alguma informação, entre em contato conosco.


    É permitida somente a visualização no site das letras de músicas encontradas aqui, vedada sua reprodução através de quaisquer outros meios (Lei 9610/98).Todas as letras de músicas são propriedade dos seus respectivos autores e divulgadas somente para fins educacionais.All lyrics are property and copyright of their owners. All lyrics are provided for educational purposes only.