Muito mais que só letras de músicas

  • Vagalume
  • A-Z
  • Estilos
  • Top 100
  • Playlists
  • Hot Spots
  • Notícias
  • Play
    PLAY

    Cê vai dizer que não sentiu no peito um apertão
    Quando me viu de mochila no ponto do busão
    Indo pro Jardim Paulista, saindo do novão
    Se perguntando a si mesmo por que que eu disse não

    Também não entendo até agora, caço um motivo
    Refletindo todas lembranças do que tinha me dito
    Que insegurança, tava te atormentando
    Que seu ex fazia um tempo que tava te perturbando

    Se o problema é esse flor, resolvo a situação
    Te passo mais segurança e vou atrás do vacilão
    Se as coisas fossem simples, pra que ficar sofrendo?
    Eu vou pra guerra e só volto se acaso eu acabar vencendo

    A cada ônibus que vai não sei se vou voltar
    Reza pras coisa melhorar e eu venho te buscar
    Mas agora tenho que ir cê vai me esperar?
    Pensa, muda de opinião, antes do bonde passar

    Já não vejo a saída, certeza é o busão,
    Que vai descer, eu vou entrar, vou sentar lá no fundão
    Vou olhar pela janela, te acenar com a mão
    Vou pensar mais um pouco, como esses dias foi bom

    Tô indo embora flor, mas pode crer não é pra ficar
    É pra ver, se por aqui as coisas vão pro lugar
    Só esperando o fim de semana chegar
    Por minhas coisa na mala, entrar no bonde e voltar

    Se for preciso eu bato
    Se for preciso eu corro
    Se for preciso eu mato
    Se necessário eu morro

    E se depois de tudo não adiantar o esforço
    Eu vou voltar no começo e fazer tudo de novo
    Eu sei que não vai ser como eu queria tanto
    Descer do bonde e você tá me esperando no ponto

    Me olhando nos olhos na maior felicidade,
    Me abraçando e dizendo: "Amor, tava com saudade!"
    Falando como foi, sua semana de escola
    Perguntando se aquele show tinha sido da hora

    Que tudo tava chato, mas que agora ia mudar
    Que a saudade era forte, não aguentava esperar
    Tudo que mais queria era eu ligar avisando
    "Alô amor, fica bonita aí pô, que eu tô chegando"

    Como Deus fez o céu, pra se espelhar no mar
    Traçou uma rota, um caminho pra nóis se encontrar
    Depois disso, caminho pra outro lugar
    É Deus direcionando pra gente se trombar

    Acho que agora minha obrigação é de te mostrar
    Que eu sou grato por tudo e que posso te amar
    Mas como não é simples, tem algo pra impedir
    Só pra testar e ver mesmo se a gente vai insistir

    E eu insisto, vou até o fim com o apoio dos truta
    Desistir pra que tio? Não há vitória sem luta
    Agora pega seu casaco corre a milhão pro ponto
    Passa o melhor perfume flor, que eu tô voltando

    Prepara uma frase linda, vai lá me esperar
    Se cê não tiver lá
    Eu vou no seu portão chamar

    Comente
    user 300 caracteres restantes. Enviar

    Todas as letras de Dalsin

    Publicidade
    Notícias
    Mais notícias »
    Hot Spot
    Top Músicas do Vagalume
    Top 100 »

    As informações deste site são postadas integralmente pelos usuários. É importante dizer que é possível que os dados estejam desatualizados ou incorretos, sendo assim, o Vagalume exime-se de qualquer responsabilidade sobre as informações publicadas.Caso haja interesse em remover ou alterar alguma informação, entre em contato conosco.


    É permitida somente a visualização no site das letras de músicas encontradas aqui, vedada sua reprodução através de quaisquer outros meios (Lei 9610/98).Todas as letras de músicas são propriedade dos seus respectivos autores e divulgadas somente para fins educacionais.All lyrics are property and copyright of their owners. All lyrics are provided for educational purposes only.