Muito mais que só letras de músicas

  • Vagalume
  • A-Z
  • Estilos
  • Top 100
  • Playlists
  • Hot Spots
  • Notícias
  • Informações do Álbum Andando de Coletivo
    1. Vamos Cantar Embolado
    2. Andando de Coletivo
    3. DNA - a Verdade Vai Mostar
    4. Pra que Chorar
    5. A Herança da Minha Vó
    6. Tô Doidin
    7. Beijo de Escuro
    8. Coco do Trava Língua
    9. Menina Diet
    10. Em Frente à Casa Dela
    11. Truva de Corinthians x São Paulo
    12. A Luz da lua
    13. Embolada do C...
    14. Porfia de Caju x Castanha
    15. Caju, um Guerreiro

    x
    Ver discografia completa »
    Play
    PLAY

    Ser rico é bem melhor
    Porque ser pobre é ruim
    E eu vou contar a herança
    Que vovó deixou pra mim

    Quando a minha vó morreu
    Eu pensei que estava rico
    O que ela deixou pra mim
    Irei contar sem fuxico
    Foi uma jumenta velha
    Uma cabra e um pinico

    Deixou um cachorro velho
    Que já nem latia mais
    Banguelo, não tinha um dente
    Com o nome de Voraz
    Que quando eu ia pra festa
    O condenado ia atrás

    REFRÃO

    Deixou um enxame de abelha
    Uma tal de italiana
    Eu fui ver se tinha mel
    Com a cara cheia de cana
    As abelhas me ferraram
    Eu corri quase uma semana

    Deixou um rádio de móvel
    Com a madeira cinzenta
    Inventei de abrir ele
    De barata tinha oitenta
    Um rato pulou de dentro
    Quase arranca minha venta

    REFRÃO

    Deixou uma rede velha
    Uma panela furada
    Um guarda roupa sem porta
    Uma porca adoentada
    E uma chapa sem dente
    Na parede arreganhada

    Deixou uma espingarda
    Com o nome de soca-soca
    Saí pra caçar com ela
    Na mata da Pororoca
    O tiro saiu por trás
    E pegou na minha pitoca

    REFRÃO

    Deixou meio quilo de sal
    E um quilo de cebola
    Uma gata parideira
    Que ela batizou de Chola
    E uma arapuca grande
    Onde ela pegava rola

    Deixou um litro de vinho
    Uma barra de sabão
    Um saco, um chapéu de palha
    E uma mão de pilão
    Uma viola sem braço
    Que ela tocava canção

    REFRÃO

    Deixou um pé de maxixe
    E um pezinho de goiaba
    Um bode pai de chiqueiro
    Que quando bodeia baba
    Um dia quis me comer
    Pensando que eu era a cabra

    Deixou pra mim uma tarrafa
    Que ela pegava traíra
    Um terreno cheio de pedra
    Calumbi e macambira
    Tudo que eu disse é verdade
    Ninguém pense que é mentira

    REFRÃO

    Uma jumenta sem peito
    Amarrada no quintal
    Um dia eu montei nela
    Ela entrou no matagal
    Jogou-me lá nos espinhos
    Fui parar no hospital

    Agradeço a minha vó
    E pra ela tiro o chapéu
    Sei que ela reza por mim
    De palma, capela e véu
    Um dia saio dessa zorra
    E também vou morar no céu

    REFRÃO

    Comente
    user 300 caracteres restantes. Enviar

    Todas as letras de Caju & Castanha

    Publicidade
    Notícias
    Mais notícias »
    Hot Spot
    Top Músicas do Vagalume
    Top 100 »

    As informações deste site são postadas integralmente pelos usuários. É importante dizer que é possível que os dados estejam desatualizados ou incorretos, sendo assim, o Vagalume exime-se de qualquer responsabilidade sobre as informações publicadas.Caso haja interesse em remover ou alterar alguma informação, entre em contato conosco.


    É permitida somente a visualização no site das letras de músicas encontradas aqui, vedada sua reprodução através de quaisquer outros meios (Lei 9610/98).Todas as letras de músicas são propriedade dos seus respectivos autores e divulgadas somente para fins educacionais.All lyrics are property and copyright of their owners. All lyrics are provided for educational purposes only.